quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Câmara aprova orçamento do município sem emendas ao texto original



A Câmara Municipal de Cerro Corá aprovou sem ressalvas e sem emendas o texto original do Poder Executivo sobre a Lei Orçamentária Anual (LOA) para o exercício financeiro de 2017, a última elaborada na gestão do prefeito Raimundo Marcelino Borges (DEM), o “Novinho”, e que vai ser gerido pela vereadora e futura prefeita Graça Oliveira (PSD) a partir de janeiro do próximo ano. Os outros seis vereadores presentes à sessão extraordinária – Aldo Maciel (PSD), Zeca Araújo (PSB), Alvaro Melo (PMDB), Valderi Borges, Everaldo Araújo (DEM), Evilásio Bezerra (PPS). Ausentes os vereadores Erivanaldo Albuquerque (PTB) e Manoel de Cláudio (PMDB)

O vereador Alvaro Melo foi o relator do projeto da LOA na Comissão de Finanças, e disse que a proposta “nada mais é que a atualização do que vem ano após a ano, de acordo com a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e dizer onde vão ser utuilizados os recursos”. E concluiu: “Somos a favor de aprovar da forma que veio do Poder Executivo, não tem nenhum ponto que precisemos emendar e nova gestao utilize recursos para implementação de serviços e funcionamento da máquina pública”.

A Graça Oliveira, disse da importância da LOA para a gestão municipal e que de acordo com análise feita em conjunto com um contador, “não tinha nenhuma ressalva” a fazer ao projeto enviado à Casa em 30 de agosto pelo prefeito “Novinho”.

Já o presidente da Comissão de Finanças, vereador Zeca Araújo, chamou a atenção para a necessidade da digitalização da LOA, conforme treinamento feito por servidores do município nos dias 6 e 7 de dezembro, a fim de que o prefeito possa enviar até o dia 31 deste mês uma cópia da LOA para o Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Araújo lembrou que nos primeiros anos de mandato, encontrou algumas dificuldades na análise das propostas orçamentárias, algumas contradições eram encontradas, mas a partir dai “a gente conseguiu que a LOA não fosse mais um problema.

O vereador Aldo Maciel destacou a presença de cerrocoraenses na galeria da Câmara, sugerindo até - “pelo comparecimento”, que as sessões pudessem ser transferidas da noite, como ocorre toda quarta-feira, para a amanhã desse mesmo dia. Ele ressaltou, por exemplo, a presença do conterrâneo Arijóryo Félix, radicado há mais de 20 anos em Manaus (AM), onde é empresário no setor de serviços hoteleiros.

4 comentários:

Anônimo disse...

Estranhei o vereador Zeca nao ter baixado o valor de suplementacao para 10% pois o mesmo sempre disse que era o ideal...mas agora sendo situacao nao da para trabalhar com 10%?

FRANCISCO DE ASSIS SANTOS disse...

E estranho quem defendia 40, agora querer voltar a 10 rsrsrs as pessoas mudam, num e a toa que o povo livre de cerro cora mudou e mudou pra valer

Anônimo disse...

Mas quem defendia os 10 era o vereador Zeca

Anônimo disse...

baixa a bola santos vc era empolgado do mesmo jeito com novinho,ó tempo e o melhor remédio vamos pra frente!!!