domingo, 22 de maio de 2022

Morre "Cumpadre Doca", filho do saudoso Manoel Pequeno

 A família cerrocoraense está de luto com a morte de "Cumpadre Doca", filho do saudoso Manoel Pequeno. O sepultamento ocorreu na manhã deste domingo (22), no cemitério público de Cerro Corá. 

"Cumpadre Doca" gostava muito de futrbol, apitou e treinou equipes em Cerro Corá, era um fervoroso torcedor do CR Vasco da Gama. 

Cerrocoraense conta sobre sucesso na gastronomia em Los Angeles, Califórnia

Clija Chait relata trajetória de vida na edição deste domingo (22) da Tribuna do Norte

Aprendizado com a avó em Cerro Corá

Por Letícia Medeiros*

Seridoense de Cerro Corá, a empresária Clija Chait tem conquistado cada vez mais espaço no mercado gastronômico de Los Angeles, nos Estados Unidos. Por lá, ela e seu marido Bill Chait comandam mais de 20 empreendimentos no ramo da alta gastronomia, com cozinhas premiadas e lideradas por chefs renomados. Sua história de vida poderia, facilmente, ser foco de uma produção hollywoodiana. O caminho para chegar nesse patamar foi árduo. Sem esquecer de suas origens, o mais novo negócio de Clija tem endereço em São José do Campestre, onde abriu nesta sexta-feira (20) o Precioso Supermercado.

Criada em um sítio a quatro horas de Cerro Corá, Clija comenta que os ensinamentos passados por por seus avós - a quem chama de pai e mãe - foram a base da sua educação, algo primordial para sua formação na área gastronômica. “Cresci no meio do mato, colhendo fruta da árvore, cozinhando em fogo de lenha e pescando com a mão. Nós não tínhamos refrigeradores, minha mãe usava linhas para pendurar peixes no sol e fazer a secagem para não estragar. Todas essas técnicas gastronômicas foram algo que aprendi e trouxe para minha vida”.     

Aos 15 anos de idade, veio para Natal contra a vontade dos pais, onde começou a trabalhar como babá e também teve uma experiência na empresa Guararapes. Iniciou no ramo gastronômico como garçonete e passou a atuar na área administrativa em restaurantes italianos da capital.  “Sempre tive a gastronomia aguçada e esse lado empreendedor em mim. Minha mãe vendia doce de leite e eu pegava o restinho, botava em copos e saía no meio da rua para vender. Adoro cozinhar, mas a área administrativa é a parte mais me completa”.          

Com 24 anos, foi morar em São Paulo onde conheceu seu marido, o renomado restauranter estadunidense Bill Chait. “Antes da mudança, sentia muitas coisas negativas acontecendo. Acabei entrando na área de estética porque eu realmente fazia o que aparecia. Não tinha uma condição financeira incrível, eu vivia ali no baixo mesmo e surgiu essa nova oportunidade. Conheci meu marido em uma reunião de trabalho porque também trabalhei em restaurantes por lá”, relata.             

O relacionamento seguiu à distància até que Clija mudou de forma definitiva para Los Angeles em 2016. Nesses seis anos, fez um curso de contabilidade na UCLA (Universidade da Califórnia em Los Angeles) e passou a trabalhar na administração das empresas do casal.

Atualmente com 31 anos, desde que saiu da casa dos pais passou a se governar e valorizar essa independência. Hoje, o maior problema é a saudade dos seus.

Durante a pandemia, esse sentimento foi agravado. Além disso, o setor de alimentação fora do lar foi um dos mais duramente afetados no período. “Foi bem difícil, era doloroso ver nossos restaurantes fechados, construídos com tanto suor, amor e criatividade. E aí, temos duas escolhas: se lastimar ou correr para fazer as coisas acontecerem. Ficamos ligados no que o governo ia fazer e recebemos um estímulo financeiro. A pandemia realmente rasurou alguns de nossos restaurantes enquanto ajudou outros. Não fechamos nenhuma unidade, mas sofremos”, diz.

Em um mercado tão competitivo como o de Los Angeles, a linha elaborada pelos empresários para garantir a qualidade do serviço e produto é um diferencial. Questionada sobre a possibilidade de abrir um restaurante em terras potiguares, Clija descarta a opção. “A falta da nossa presença no estabelecimento gera uma complexidade porque acreditamos em um atendimento ótimo e na entrega e apresentação de uma comida de excelência”, comenta. Dentre suas atribuições, a empresária também comanda uma empresa de eventos para celebridades.

Da Alex Atala até a galinha caipira de Dona Fátima

Atualmente, Clija atua na administração dos restaurantes Tesse, Mian Taste, Caboco e Fanny's. As cozinhas vão da comida mediterrânea para a chinesa, passando pela brasileira e chegando no Museu do Oscar em Los Angeles. Além disso, são sócios da loja de vinhos Boutellier Wines e da Tartine Bakery, uma rede de padaria premiada, com quatorze unidades nos Estados Unidos e Coreia do Sul.

Para ela, gastronomia não é só sobre o alimento, mas sim sobre uma experiência. Essa perspectiva de mundo vem desde pequena quando ainda morava com seus  avós – Dona Ana Maria e Seu João Duarte - que eram agricultores e trabalhavam no campo. “A minha maior inspiração de negócios foi o meu pai. Ele sempre me incentivou muito, tinha o roçado dele e me deixava fazer uma plantação pequena. Tudo que ele fazia para ele, fazia para mim, e minha mãe me ensinou a parte gastronômica”.

Clija lembra de momentos da sua infância onde tinha pouco, mas sentia que tinha muito. “O ser nordestino, o nosso povo, é algo que temos que valorizar. No interior, as pessoas podem ter só um prato de comida, mas mesmo assim dividem com quem tem necessidade. Você não vê isso nos Estados Unidos. Por isso, como a comida da cozinha de Alex Atala e também a galinha caipira de Dona Fátima no Restaurante do Totóia”.

Em certos momentos, passa um filme na cabeça ao relembrar tudo que passou e aonde conseguiu chegar. Gratidão é a palavra que a move. Muitos anos atrás, mal conseguia pagar o aluguel, praticamente só comia miojo e passava por momentos de revolta com o que estava dando errado na sua vida. “Já cheguei a ajoelhar e chorar, perguntando a Deus o porquê, mas eu não desisti. Chorava e no outro dia levantava e seguia novamente”, diz. Quando menina, por volta dos seis, sete anos, destaca um episódio específico, onde viu um avião passar e escutou sua mãe dizer que, um dia, ela voaria mais alto.

“Lembro dessas falas, lembro com tristeza das dificuldades que passávamos. Lembro do tempo que minha mãe esperava chover para lavar roupa nas pedras. De acordar e perguntar o que tinha no café da manhã e ela responder, “minha filha, hoje não tem, vá caçar, vá procurar goiaba”. Hoje, eu posso ajudar meus pais e tudo que eu faço é para eles. Olho para o meu passado e vejo que Deus me preparou de uma forma genuína, desde lá da minha infância onde eu comia piaba seca com farinha, até ter o poder aquisitivo de ir em restaurantes com estrelas Michelin”.

Quando não está ocupada com os negócios, entre seus outros interesses, gosta de viajar, conhecer pessoas novas e tem uma apreciação especial pela arte e moda. Porém, brinca que sempre busca puxar esses temas e vincular com a gastronomia. Por tudo que passou e por todos com quem conviveu, os pés de Clija não saem do chão. “Minha mensagem é não desistir. Todos os dias, acordo de manhã, e se eu tiver um objetivo, falo em voz alta sem ninguém ouvir porque quero que eu mesma saiba daquilo. Eu digo “vou atingir, quero atingir” e não paro até conseguir”, finaliza.

Novo empreendimento será no agreste do Estado

Em passagem pelo Brasil, inaugurou nesta sexta-feira (20) seu mais novo empreendimento: a primeira unidade do Precioso Supermercados em  São José do Campestre. O conceito do local é de um ambiente “boutique” em pouco mais de 300m², com planos para expansão em outros lugares do estado. O negócio surgiu a partir de uma parceria de Clija com sua amiga de longa data, a administradora Priscilla Costa.

O intuito do empreendimento é proporcionar ao povo do interior um conceito diferenciado do que é fazer compras. Para tanto, o Precioso conta com uma extensa variedade de produtos em mercearia, hortifruti, limpeza e padaria, além de dispor de preços justos e entrega em domicílio. A primeira unidade vai contar com o trabalho de profissionais locais e de cidades vizinhas, prezando pela excelência no atendimento.

Segundo ela, a idealização do projeto exalta e celebra a cultura e história do povo nordestino e sertanejo. “Priscilla trabalhou comigo por muito tempo e surgiu essa ideia de fazermos algo juntas. Minha vontade era permanecer no ramo de alimentos e decidimos em um supermercado. Preferimos começar em  São José do Campestre porque  é onde ela mora. Investimos em algo bonito, mas acessível para o público porque é feito para eles. A minha intenção é retornar para retribuir o que as pessoas daqui fizeram por mim durante os períodos tão difíceis da vida”, diz a empresária.

*Letícia Medeiros é repórter na Tribuna do Norte

sábado, 21 de maio de 2022

Chuva interrompe show de Zé Lezin, que fica de voltar à Lagoa Nova

Humorista paraibano Zé Lezim, ao lado do prefeito Luciano Santos, fará novo show em Lagoa Nova

Por força das chuvas, o humorista e comediante paraibano Zé Lezim teve de interromper o show que fazia em praça pública na 65ª Festa do Agricultor, em Lagoa Nova. O humorista até tentou seguir com suas piadas, agradando o público, mas não teve como continuar, mas agradeceu aos presentes e disse que estava à disposição para retomar a apresentação ou marcar uma nova data para voltar à cidade. A atitude de Zé Lezin agradou o público que aplaudiu a decisão do artista.

Zé Lezin seguiu no palco por mais de uma hora e meia esperando a chuva passar e conversando com os fãs. A chuva de mais de 120 milímetros seguiu por toda noite da sexta-feira (20) e madrugada na Serra de Sant’Ana. A Festa do Agricultor é um encontro tradicional da comunidade em gratidão ao inverno e à colheita. A Prefeitura Municipal confirmou que anunciará uma nova data para a realização do show de humor. Neste sábado (21) a programação segue normalmente.

Luiz Suetonio ministra curso sobre licitações públicas em João Pessoa

 

Luiz Suetônio acompanhado de docentes de curso em João Pessoa

O economista e especialista em Gestão Pública Municipal, Luiz Suetonio de Oliveira, está ministrando curso na área de licitações, contratos e compras publicas neste fim de semana, em João Pessoa (PB). O Curso "Multiverso das contratações públicas" é pela Apac Consultoria, e tem apoio de diversas instituições.

Além do cerrocoraense Luiz S. Oliveira, o curso conta como docentes Clarissa Lima, Nier Medeiros, Thiago Guterres, procurador Ministério Público de Contas do TCE/RN; Danilo Almeida, procurador do Estado de Pernambuco e Ana Priscila, especialista em Licitações no Estado da Paraiba). Participam do curso alunos de vários municípios da Paraíba e Rio Grande do Norte.

Luiz Suetonio também é servidor efetivo do quadro de funcionários da Prefeitura Municipal de Cerro Cora e atua em todo o Nordeste, assessorando a implantação da compras publicas na forma eletrônica municípios da região.
Nordeste.

"O evento abordará o novo paradigma trazido pela Lei 14.133/2021, seus aspectos polêmicos no que se refere a todos os agentes envolvidos no universo das contratações públicas, sejam servidores, assessores jurídicos, agentes de contratação e fornecedores", diz Oliveira.

Além dos cinco principais painéis, Oliveira informa que "abordarão temáticas de importante relevo, teremos intervenções da Ordem dos Pregoeiros e Agentes de Contratação da Paraíba, e duas grandes oficinas práticas que tratarão de Processos Eletrônicos e Pesquisa de Preços".

Alberto Quirino em peça teatral de 1971 no Agrícola de Currais Novos

Alberto Quirino (segundo em pé, da esq. à dir.) numa peça teatral do Ginásio Agrícola de Currais Novos, em 1971

A reprodução fotográfica é do blog "Riacho Doce", criado por um ex-estudante do ginásio agrícola de Currais Novos, com raízes no povoado Cruz do vizinho municípío de Cerro Corá. Na fotografia datada de 1971, aparece o técnico agrícola e servidor aposentado da Emater-RN, Alberto Quirino Costa, que fixou residência até hoje em Acari, também na região do Seridó.

A identificação dos atores da peça "Honrarás Pai e Mãe", a partir de informações de um comentário no blog: de pé, da esquerda para a direita: Francisco Carlos (Neguin Tá de Chato – Assu), Aluísio Cândido (Cuité), Aécio Cândido (Cuité), José Alencar (Zeca Gordo – Pedro Avelino), Joacildo Padilha Bezerril, Rubens Germano (Buba – Picui), Alberto Quirino (Cerro Corá), João Gil de Luna (Ibiara). Sentados, na mesma ordem: o professor Chacrinha,  Luiz Gonzaga de Souza, dona Velêda e Conrado Teixeira Barroso.

sexta-feira, 20 de maio de 2022

Ubaldo Fernandes propõe homenagem pelos 30 anos da Sidy's TV

Deputado Ubaldo Fernandes entrega placa comemorativa à família do fundador da Sidy's TV (fotos - Eduardo Maia)
O pioneirismo da Sidy's TV em Currais Novos, como primeira televisão a cabo do Norte e Nordeste do Brasil foi comemorado em sessão solene da Assembleia Legislativa, na noite quinta-feira (19), por proposição do deputado Ubaldo Fernandes (PSDB). A Sidys1TV criada a partir da visão empresarial do falecido Siderley Toscano, funciona há 30 anos.

“Precisamos destacar que a Sidy’s é um importante veículo de comunicação,  não apenas do Seridó, mas de todo o Rio Grande do Norte, levando aos seus assinantes o que há de melhor em informação, lazer e entretenimento", disse o deputado Ubaldo Fernandes, na sessão que foi realizada na Câmara Municipal de Currai Novos, a 180 quilômetros de Natal.

Entre os presentes, a viúva de Siderley Menezes, o criador da empresa, Sílvia Jatobá Bezerra, atual diretora da Televisão; dos filhos Zayama Jatobá Bezerra de Menezes, Siderley Jatobá Bezerra de Menezes e Zoraya Jatobá Bezerra de Menezes.

Silvia Jatobá agradece homenagem do deputado
“Siderley Menezes era um homem visionário e deixou um legado muito importante, já que a historia da Sidy”s se confunde com a desse empresário audacioso e à frente de seu tempo, que soube enxergar a importância que a empresa teria para essa cidade de quase 50 mil habitantes. Todos concordam que podemos dizer até mesmo, que Currais Novos é uma cidade antes e depois da Sidy’s TV”, acrescentou Fernandes.

O vereador Daniel Bezerra destacou a força empreendedora de Siderley, “que vendeu o seu posto de gasolina e investiu tudo numa TV a Cabo, quando Currais Novos atravessa uma crise econômica, para criar a primeira TV a Cabo do Norte e Nordeste do Brasil, que continua a prestar grande serviço a Currais Novos e Região".

A diretora Silvia Jatobá da Sidys'TV, que tem hoje quase nove mil assinantes,  disse o seguinte: "Estamos lisonjeadas com tantas homenagens verdadeiras a Siderley, um seridoense arretado, que não media esforços em contribuir para esta cidade, pelo seu povo. Era muito dedicado e priorizou o trabalho social. Tudo que ele fez valeu a pena. Estamos seguindo os seus ensinamentos e muito ainda vamos fazer por Currais Novos e o Seridó”.

Siderley Jatobá, também falou sobre a trajetória do patriarca, nascido em Florânia. “Foi uma trajetória de trabalho com variações nas suas atividades, até sonhar com a televisão em Currais Novos. Deixou o comércio para criar uma televisão, o que era impossível acreditar, há 30 anos.  Hoje já são três gerações envolvidas com a televisão: mãe, filhos e netos. Há um sentimento familiar. Hoje é uma noite especial e vamos comemorar até o fim do ano. A primeira filial, na cidade de Acari, já tem cinco anos. Em breve será em Santa Cruz”.

Na solenidade, foram entregues placas comemorativas à diretora Silvia Jatobá Bezerra e certificados a Ana Margareth Ferreira Lopes, primeira repórter do início da Sidy”s;  Carlos José Victor Ferreira, colaborador; Djailson Salles do Nascimento, primeiro editor; Emanuel Batista, conhecido como "Birrinha", colaborador fundador; Manoel Lopes de Medeiros, então presidente da Câmara Municipal de Currais Novos, quando sancionada a Lei da TV a Cabo; Manoel Venâncio Dantas, primeiro parceiro anunciante;  e Paulo Richardson Campelo Salustino, gerente e colaborador do início; Renato Paulino de Araújo, supervisor de Internet.

A mesa dos trabalhos, presidida pelo deputado Ubaldo Fernandes contou com a participação do vereador Daniel Bezerra, propositor da solenidade pela Câmara de Currais Novos; Sílvia Jatobá Bezerra e a vice-prefeita de Currais Novos, Ana Albuquerque.

quinta-feira, 19 de maio de 2022

Prefeito "Novinho" ainda indeciso sobre quem apoiar para o governo do Estado

Prefeito "Novinho (segundo à direita) recebe premiação no Sebrae-RN (foto - Moraes Neto)

O prefeito de Cerro Corá, Raimundo Marcelino Borges (PSDB), continua indeciso com relação a apoio político a uma pré-candidatura ao governo do Estado nas eleições de 02 de outubro. Por enquanto, o chefe do Executivo está comprometido na chapa majoritária apenas com o pré-candidato a senador pelo Partido Liberal (PL), o ex-ministro Rogério Marinho: "Não tenho como negar apoio ao ex-ministro, que tanto tem trabalhado por Cerro Corá, não só agora, desde quando fui prefeito em 2009, já naquela época ajudava o nosso município".

respeito da campanha para governador do Rio Grande do Norte, o prefeito "Novinho/' disse que "está analisando, vou sentar com o nosso grupo politico para ver qual o melhor destino com relação a governador e presidente da República".

Na avaliação de "Novinho", a campanha nem começou e ainda há tempo para se posicionar sobre apoio político para a eleição de governador, e deve aguardar a oficialização de nomes em convenção. "Ninguém a sua chapa registrada pra dizer que é candidato, mas no momento oportuno, tenho certeza, vamos tomar uma posição pra que seja feito o melhor para Cerro Corá".

Para o pleito proporcional, "Novinho", como é popularmente conhecido no município, disse que está comprometido com a reeleição do deputado estadual Gustavo Carvalho (PSDB), que "sempre foi uma pessoa que ajudou muito Cerro Corá" e também com a reeleição do deputado federal Beto Rosado (PP) junto com sua base política, pois "tanto em 2021 e como agora em 2022, ajudou o nosso município"., 

O blog conversou com "Novinho", na manhã desta quinta-feira (19), por ocasião da entrega do troféu "Prefeito Empreendedor", na sede do Serviço Brasileiro de Apoio às Micros e Pequenas Empresas no Rio Grande do Norte (Sebrae-RN), no bairro de Lagoa Nova, em Natal. Raimundo Marcelino Borges foi agraciado ao lado de outros prefeitos por sua contribuição para o "Geoparque Seridó".

quarta-feira, 18 de maio de 2022

Zé Lezin e Amazan são atrações da 65ª Festa do Agricultor de Lagoa Nova



Agenda da exposições da Festa do Agricultor lagoanovense

A 65ª Festa do Agricultor começa hoje e vi até domingo (22) em Lagoa Nova. A abertura oficial, do evento que faz parte do Circuito Estadual de Exposições, acontecerá a partir das 18 horas, na praça de eventos Geraldo Dantas, com a presença do prefeito Luciano Santos, do vice Iranildo Aciole, agricultores e autoridades.

O momento mais esperado será no domingo, a partir das 16 horas com o desfile do agricultor. A programação gratuita contará ainda com torneio leiteiro, exposições, palestras e shows culturais em quatro dias de evento.

Nas noites acontecem os shows com atrações locais e regionais. O humorista Zé Lezin e a jovem lagoanovense, Janielly Souza, conhecida como a menina do cuscuz, estarão se apresentando na sexta-feira (20), a partir das 21 horas. No sábado, às 21 horas, será a vez dos cantores Edyr Vaqueiro e Litton Lins, além da banda Tomara que dê Certo. No domingo, às 20 horas, após a missa de encerramento, tem muito forró com o poeta e cantor Amazan e o sanfoneiro Robson Carneiro com participação do cantor Johnny Cortez.

Bastante tradicional no calendário turístico do Seridó, a Festa do Agricultor deixou de ser realizada durante a pandemia. O prefeito Luciano Santos disse que espera contar com agricultores de toda Serra de Sant’Ana e da região: “Quero convidar todo o povo potiguar a prestigiar nossa Festa do Agricultor. Um momento de gratidão às chuvas, onde todo povo se encontrará". 

O prefeito Luciano Santos disse, ainda, que "teremos festas, capacitações e o grandioso desfile do agricultor, sem esquecer da missa que marcará o encerramento. A cidade está preparada, com uma programação para todas as idades”.


terça-feira, 17 de maio de 2022

AMSO muda estatutos para associar municípios da região do Trairi

A Associação dos Municípios da Microrregião do Seridó Oriental (AMSO) com sede em Currais Novos, realiza assembleia geral extraordinária a partir das 14h30 desta quinta-feira (19). A pauta principal é mudança estatutária para consignar e ampliar a abrangência da atuação da instituição, que passaria a contar com municípios associados da região do Trairi, onde se destaca Santa Cruz, Tangará, Campo Redondo, São José de Campestre, Serra Caiada e Bom Jesus. 

No edital de convocação da assembleia assinado por seu presidente, o prefeito de Acari, Fernando Antonio Bezerra, informa que outros assuntos estarão em pauta, como apresentação da Fundação de Pesquisa da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), cronograma de cursos da AMSO e comunicações do consórcio de saúde.



segunda-feira, 16 de maio de 2022

Cerro Corá terá duas atletas no Troféu Brasil, em junho, no Rio

Competição é a mais importante do Atletismo no país

Com o tempo de 1'06"82 registrado no Troféu Norte Nordeste, realizado no final de semana em Recife (PE), na prova dos 400 com barreira, a atleta Brenna Munique, de 18 anos, conseguiu o índice mínimo para participar pela primeira vez do Troféu Brasil, que esta ano ocorrerá entre os dias 22 e 25 de junho, no Engenhão. no Rio de Janeiro, capital fluminense. O índice exigindo é de 1'07"59. 

A outra representante cerrocoraense no Troféu Brasil será Regiclécia Cândido da Silva, que agora atua pela equipe paulista de São Bernardo do Campo, e na prova do salto triplo, já ultrapassou o índice  da prova, que é 12,35 metros. A melhor marca dela no ano é de 12,60 metros.

O Troféu Brasil conta com o patrocínio das Loterias Caixa, é uma competição realizada com o propósito de difusão do Atletismo e verificação do desenvolvimento do nível técnico no país e, quando for o caso, servir para a seleção de atletas para participações em eventos internacionais, conforme índices estabelecidos pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt).

.