segunda-feira, 4 de novembro de 2019

Del Rayssa é laureada com Prêmio MPE - 2019 do Banco do Nordeste

Diretores da Del Rayssa - Chico de Rita e Fátima Menezes (c) ao lado de diretores do Banco do Nordeste
A empresa de confecções Del Rayssa com matriz em Jucurutu, na região do Seridó, que é dirigida pelo cerrocoraense Francisco das Chagas Bezerra de Menezes, o "Chico de Rita" e sua esposa Fátima Meneses, figura entre as três empresas do Rio Grande do Norte laureadas com o Prêmio BNB 2019. A premiação foi  entregue em Natal, na manhã desta segunda-feira (04), pela direção do Banco do Nordeste do Brasil em reconhecimento as iniciativas de sucesso dentre os clientes financiados pelo Banco por meio das linhas de crédito do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE).

Na solenidade, foram apresentadas informações sobre a atuação do BNB em apoio ao segmento de micro e pequenas empresas e entregues os troféus às empresas vencedoras nas categorias Indústria, Comércio e Serviços. Dentre os participantes do BNB, o superintendente regional Jorge Antonio Agedêve, oo superintendente de Negócios de Varejo e Agronegócio Luiz Sérgio Farias Machado e o diretor Antonio Jorge Pontes Guimarães Júnior.

"Graças a Deus entre mais de duas mil empresas fomos escolhidos no ramo de Indústria", agradeceu Francisco das C. Bezerra de Menezes.

quinta-feira, 24 de outubro de 2019

Cerro Corá perde R$ 160 mil de recursos de ICMS com incentivo à indústria do RN

Prefeita Graça Oliveira acompanhou discussão sobre perdas de ICMS na sede da Femurn em Natal
A prefeita de Cerro Corá, Maria das Graças Oliveira (PSD)  participou, nesta quinta-feira (24), de reunião na Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (Femurn), em que os gestores públicos decidiram mover ação judicial contra o governo do Estado, no sentido de revogar decreto que criou a nova política de isenção fiscal e provoca perda de ICMS para os municípios. Cerro Corá perde, este ano, em torno de R$ 160,33 mil de repasse do imposto. As perdas dos municípios vizinhos são as seguintes: Currais Novos, R$ 663 mil; Lagoa Nova, R$ 572,91 mil; São Tomé, 426,62 mil; Bodó, R$ 391,16 mil e São Tomé, R$ 194 mil. 

Da sede da Femurn, vizinho ao estádio Juvenal Lamartine, no Tirol, os prefeitos saíram para a Assembleia Legislativa, onde foram pedir apoio para revogação do decreto que criou o Proedi, no  tocante a desoneração do ICMS sobre os 25% que pertence aos municípios. Na quinta-feira (31), os prefeitos esperam ser recebidos pelo presidente da Casa, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), que se encontrava em Brasília acompanhando a discussão sobre o encaminhamento de emendas para os municípios pela bancada federal do Rio Grande do  Norte ao projeto do Orçamento da Geral da União (OGU) para 2020.


Entrevista/Graça Oliveira

Como a prefeita avalia essa questão da desoneração do ICMS para indústria do Rio Grande do Norte?

- Eu sei que é importante para incentivar as empresas, mas Cerro Corá não pode sofrer essa perda de recursos financeiros, principalmente um município pequeno como o nosso, que tem uma arrecadação própria muito pequena de ICMS e sobrevive, principalmente, do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Os recurso que entram no município só dá, praticamente, para o pagamento da folha de pessoal, que é a prioridade da nossa gestão. Mas estou com receio dessa perda de recursos em outubro.

O que sobra dá pra fazer alguma coisa para investimentos?

- A gente sempre tem uma sobra para contrapartidas de convênios, a gente otimiza os recursos públicos e com muito trabalho, estamos mantendo a cidade limpa e organizada.

A prefeitura já tem uma ideia de como vai usar os recursos da cessão onerosa do petróleo?

- No nossa caso, não temos previdência própria. Já nos reunimos com os secretários e decidimos que a gente vai usar os recursos para investimentos. O primeiro ponto é a reforma do mercado público, faremos banheiros públicos na praça José Walter Olimpio (bairro Tancredo Neves) e na quadra de esportes do assentamento rural Santa Clara, também deveremos fazer construção de cacimbas e barreiros para garantir água durante o inverno à população rural, entre outras obras.

Cerro Corá aparece como um município que compromete mais de 65% da receita líquida com a folha de pessoal, o que a prefeitura tem feito para reduzir esse índice?

Nós temos uma folha de pessoal relativamente enxuta, pra ter uma ideia, temos só 28 cargos comissionados. Acredito que seja a prefeitura do Rio Grande do  Norte que menos tenha cargos comissionados. Temos feito o máximo, reduzimos diárias, porém, temos um plano de cargos e salários que tem um crescimento vegetativo e natural da folha, são vantagens e benefícios adquiridos que por lei não podemos cortar.

Naturalmente, a senhora tem direito a disputar a reeleição pela investidura do cargo?

- Vamos trabalhar e procurar cuidar do nosso município, depois a gente conversa politicamente.

segunda-feira, 21 de outubro de 2019

Prefeito Odon Júnior declara importância do Proedi para reabertura de mina

Prefeito de Currais Novos (e) acompanhou assinatura de protocolo sobre exploração de ouro (foto - Demis Roussos)
O prefeito de Currais Novos, Odon Júnior, e o vice, Anderson Alves, falaram do trabalho que têm feito para atrair indústrias para a cidade, incluindo benefícios fiscais, ora em estudo. “O Proedi tem um importante aliado para nós”, declarou Odon.

O representante da Agência Nacional de Mineração (ANM), Roger Garibaldi Roger, citou que em todas as atividades de extração mineral, o empreendedor tem que recolher 2% a título de Compensação financeira pela Extração Mineral (CFEM), que são divididos entre município e estado. “O RN tem no mínimo 50 substâncias minerais que podem ser exploradas”, reforçou.

A representante da Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM), Maria da Guia, falou que a companhia está aberta a compartilhar as pesquisas com a Cascar. “Estamos abertos e otimistas quanto ao novo empreendimento”.

Representando a UFRN, o professor Uílame Umbelino enfatizou a vocação que a universidade federal tem para a área de mineração, fato também compartilhado pelo reitor do IFRN, Willis Farkat. Este destacou a criação o CT Mineral (Centro de Tecnologia Mineral), que está sendo um importante braço para as pesquisas geológicas na região do Seridó. “Teremos um papel no planejamento estratégico do Projeto Borborema, por meio de análises periódicas no nosso CT Mineral, além de contribuirmos com a formação de mão de obra especializada”, pontuou Farkat.

Na opinião da governadora, o IFRN não cumpre apenas o papel de democratizar o acesso aos cursos profissionalizantes, mas somado a isso, os IFs cumprem papel estratégico para o desenvolvimento econômico do RN. “Eu não escondo minha emoção por ter lutado, enquanto parlamentar, pela inclusão de Currais Novos no plano de expansão do instituto federal e hoje ele está contribuindo consideravelmente para o crescimento do estado”, expôs.

Integram ainda o protocolo a Cosern, representada na reunião pelo presidente Luiz Antônio Ciarlini; Agência Nacional de Mineração (ANM); Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). Participaram também da reunião o vice-governador Antenor Roberto; o gerente do Banco do Nordeste (BNB), Lívio Tonyatt Barreto; o diretor operacional da Cascar Mineração, João Nery, e a diretora administrativa, Diana Uchoa; o diretor-presidente da Caern, Roberto Sérgio Linhares; a supervisora do setor de mineração do Idema, Ana Valéria Medeiros; e a geóloga responsável pelo projeto Borborema, Jocienny Barros.

SOBRE A CASCAR NO RN

Em abril, o Idema entregou a licença de instalação para a Cascar, empresa de origem australiana, com sede administrativa no Brasil, em Belo Horizonte (MG), aprovando a viabilidade ambiental do empreendimento. A empresa também firmou entendimento com a Caern para reaproveitar a água das Estações de Tratamento de Esgoto (ETE’s) em Currais Novos, que irá por uma adutora até a mina, onde será usada para filtrar o rejeito da exploração do ouro e transformar em rejeito seco. Parte da direção do grupo visitou a governadora Fátima Bezerra em junho para discutir os investimentos.

Fonte - Ascom/GE

Mineradora da Austrália retoma exploração de ouro em Currais Novos

Governadora Fátima Bezerra escuta planos sobre mina de ouro São Francisco (foto - Demis Roussos)
Mineradora australiana retoma exploração de ouro na Mina São Francisco, em Currais Novos, às margens da BR-226, conforme protocolo de intenções assinado entre o Governo do Estado e a empresa Cascar Brasil Mineração, na tarde desta segunda-feira (21),  para a implantação e desenvolvimento do Projeto Borborema.

A governadora Fátima Bezerra e o presidente da companhia, Andrew Richards, são os principais signatários do documento que visa encaminhar uma série de ações necessárias para o início dos trabalhos, previsto para o segundo trimestre de 2020, como a questão fundiária, realocação de rodovia, concessão e licenciamento ambiental.

O protocolo contempla a inclusão da empresa no Programa de Estímulo à Indústria (Proedi), pelo qual será beneficiada inicialmente com desconto de 85% no ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), que poderá aumentar até para 95%, caso a companhia obedeça a alguns critérios relativos à geração de empregos e sustentabilidade. “O governo não tem medido esforços para aumentar o grau de competitividade do Rio Grande do Norte, como é o caso do Proedi. Aqui nós trabalhamos assim, emprego sim, incentivo sim. E queremos incentivar cada vez mais a interiorização da indústria”, afirmou Fátima.

O empresário Andrew Richards agradeceu todo o apoio recebido do governo e das outras instituições envolvidas no protocolo, alegando que somente assim a Cascar poderá avançar nos seus propósitos. “Apesar de ser um projeto grande, o teor de ouro será baixo e este apoio é extremamente importante para conseguirmos iniciar os trabalhos”, disse.

O projeto Borborema ocupará uma área de 490 hectares, somando o setor de extração mineral e o beneficiamento para obtenção de ouro, e deverá gerar 200 empregos diretos, inicialmente, podendo chegar a 300, e cerca de 1.500 indiretos.  O empreendimento terá a capacidade de processar até 4,2 milhões de toneladas/ano e está na área de concessões de lavra vinculada aos processos da ANM (Agência Nacional de Mineração).

Para a construção da plataforma de operação, a previsão é de que serão investidos R$ 200 milhões. O secretário Jaime Calado (Desenvolvimento Econômico/Sedec) falou que ele e sua equipe têm trabalhado para atrair as indústrias de segmentos que ainda não tem por aqui. “A vinda da Cascar abre portas para outras empresas de mineração virem para o RN”, disse.

O coordenador da Secretaria de Estado da Tributação (SET), Neil Armstrong, falou acerca das novas regras do Proedi, que beneficia empresas que se instalem longe da região metropolitana. “A interiorização é muito importante para o Proedi, tanto quanto para as empresas e para a população”, afirmou.

A assinatura do protocolo envolve, por parte do Governo, o Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema), para emissão de licenças de exploração, e a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), tratando do reuso de esgoto na mina. O assessor técnico do Idema, Francisco Josivan do Nascimento, explicou que foi concedida autorização para a empresa explorar o local pelos próximos quatro anos. “Como a extração de ouro demanda água e lá vai ter reuso, isso foi um condicionante favorável a eles”, alegou. A Cascar terá de investir R$ 1,2 milhão a título de compensação ambiental, recursos esses que serão revertidos em unidades de conservação do estado.

Fonte - Ascom/GE

Meta é chegar a uma participação de 40% da população lagoanovense

Com a parceria firmada entre a Prefeitura, Associação dos Catadores e a Eólica Echoenergia, o projeto foi aprovado e, com recursos do BNDS, o galpão foi construído. A coleta seletiva está funcionando há 15 dias com 15 catadores trabalhando diretamente na triagem dos materiais. Mas é preciso mais, como aponta João da Mata: “Nossa meta é chegar ao ano que vem com pelo menos 40% dos moradores fazendo a separação em casa e contribuindo de forma consciente com a coleta seletiva. Estamos também envolvendo as crianças no Projeto de Educação Ambiental Lagoa Nova Limpa. Precisamos ainda encerrar o lixão de Lagoa Nova”.

No entanto, o Idema não aprovou nenhuma das nove áreas apresentadas pelo município que seriam destinadas ao aterro sanitário controlado. O prefeito de Lagoa Nova, Luciano Santos é o presidente Consórcio de Resíduos Sólidos do Seridó. O Consórcio integra 25 municípios que trabalham junto aos Ministérios Públicos Estadual e Federal e Procuradoria Geral da República na tentativa de instalar um aterro sanitário e encerrar os lixões.  “Enquanto a situação não se resolve, o Idema nos autorizou a continuar colocando o rejeito não aproveitado pela coleta seletiva no aterro de Lagoa Nova”, explica Luciano Santos.
João da Mata explica a crianças o funcionamento da usina de reciclagem e projeto de coleta seletiva do lixo

Até lá, o desafio imediato é conscientizar a população para a mudança de hábito. “Estamos chamando a atenção para a importância da separação do lixo nas fontes produtoras, que são as residências e os pontos de comércios. Para incentivar, estamos instalando ecopontos de coleta em locais estratégicos próximos a comércios e, futuramente, serão instalados em cada quarteirão, para que os moradores voluntariamente levem os materiais até o local”, planeja João da Mata.

Fonte - Letra A Comunicação

Lagoa Nova entra na campanha nacional do "Brasil Lixo Zero"

Catadores já atuam no tratamento seletivo da campanha "Brasil Lixo Zero" em Lagoa Nova
Com apoio do Instituto Brasil Lixo Zero que estimula ações voltadas para a conscientização da população e suas responsabilidades na produção e destinação correta de resíduos sólidos, os lagoanovenses aderem a uma campanha para a separação e reciclagem do lixo doméstico e gerado por casas comerciais. Para incentivar a mudança de hábito no trato dos resíduos sólidos, a população de Lagoa Nova, a 169 quilômetros de Natal, os moradores são convidadas para uma caminhada pelas principais ruas da cidade com a participação de estudantes, catadores e autoridades.

A campanha “Lagoa Nova Lixo Zero” coloca a cidade entre as 140 urbes brasileiras que participam da Semana do Lixo Zero, iniciada no dia 18 e que vai até 27 deste mês. As atividades de mobilização estão concentradas na zona urbana, distrito de Manoel Domingos, onde moram três mil pessoas, além de assentamentos rurais.

O município, com pouco mais de 15 mil habitantes, produz atualmente uma média de 66 toneladas de resíduos por mês. O descarte vem sendo feito há décadas em um lixão a céu aberto localizado próximo a um riacho do sangradouro da lagoa. Por causa disso, o Ministério Público Estadual entrou com uma ação contra o município por má gestão de resíduos e o Idema aplicou uma multa de R$ 300 mil caso não sejam adotadas medidas para gerir os resíduos de forma sustentável.

Assim, quando assumiu a Secretaria do Meio Ambiente de Lagoa Nova em 2017, o veterinário João da Mata Bezerra explica que se deparou com esse problema crônico, comum a muitos municípios brasileiros. “Nosso primeiro passo foi cadastrar todos os catadores do município e fundar a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis, a ACMR. Desde então, assumimos o desafio de mudar a cultura da população para o descarte correto do lixo”.

João da Mata explica que a partir daí a coleta seletiva começou ainda de forma precária. A Prefeitura alugou um galpão para onde era levado o lixo bruto para que os catadores fizessem a triagem. Os materiais recicláveis eram separados e colocadas à venda em benefício dos catadores. Assim foi durante quase um ano. Em 2018, diante da impossibilidade da renovação do aluguel do galpão, os catadores voltaram a trabalhar no lixão.

Segundo João da Mata, ai foi quando a empresa Eólica Echoenergia, que atua na região, foi convidada a conhecer o projeto da unidade de triagem e os equipamentos necessários para que os catadores desenvolvessem o trabalho com condições adequadas.

Fonte - Letra A Comunicação

quinta-feira, 17 de outubro de 2019

Falece avó da prefeita Graça Oliveira

Dona Olindina havia comemorado 91 anos em maio
Mãe do empresário e atacadista do setor de hortifrutas, o cerrocoraense Geraldo França, o velório de Maria Olindina de Medeiros ocorre a partir das 11 horas desta quinta-feira (17), no Centro de Velório da avenida São José com a avenida Alexandrino de Alencar, em Lagoa Seca. Missa no mesmo local às 16 horas. O sepultamento do corpo acontece às 18 horas, no cemitério Morada da Paz, em Emaús, Paramirim.

terça-feira, 15 de outubro de 2019

Emenda de ex-deputado tucano destina-se a outros equipamentos hospitalares

A emenda de R$ 100 mil que o Ministério da Saúde destina ao município de Cerro Corá, conforme proposta do ex-deputado Rogério Marinho, direciona R$ 68 mil para a aquisição um grupo gerador estacionário silenciado. No entanto, a emenda também prevê uso de recursos para duas seladoras, dois desfibriladores, no valor de R$ 18 mil, além de quatro  otoscópios, laser para fisioterapia, detector fetal, ultrassom para fisioterapia e laringoscópio adulto. No total, são 13 equipamentos.

Emenda parlamentar garante gerador de energia para hospital

Espelho da emenda para unidade hospitalar em Cerro Corá
O Governo Federal já fez o pagamento da emenda ex-deputado federal tucano Rogério Marinho e atual secretário nacional da Previdência, em benefício do município de Cerro Corá, no valor de R$ 100 mil para aquisição de equipamentos. No caso a compra de um gerador de energia para a unidade básica de saúde Mariano Coelho, que é uma das seis UBS existentes no municipio de 11.334 habitantes, segundo O IBGE..

A informação partiu do advogado cerrocoraense Alessandry Medeiros, que atuou no gabinete parlamentar de Marinho até o ano passado, mas continua prestando serviços na Câmara dos Deputados em outro gabinete legislativo.

Já a secretária municipal de Saúde, Célia Guimarães, explica que como se trata de uma unidade vizinha, o gerador da UBS Mariano Coelho, "também vai dar suporte à Unidade Mista Clotilde Santina".

segunda-feira, 30 de setembro de 2019

N5 Telecom oferece R$ 2 mil para quem identificar sabotador de rede de internet

A N5 Telecom que opera com serviço de internet a cabo (fibra ótica) suspeita que o vandalismo ocorrido na semana passada, que danificou a tiros a rede instalada entre Cerro Corá e Lagoa Nova, trata-se de sabotagem. A empresa já prestou queixa na Policia Civil, que abriu investigações para apurar o caso. Em nota, a N5 Telecom informa que está oferecendo R$ 2 mil a quem prestar informações, sob sigilo e anonimato, que levem à identificação dos vândalos ou sabotadores.

Segundo a nota da N5 Telecom, "infelizmente o sucesso incomoda, e na madrugada do sábado (28), uma ação criminosa sabotou a linha de fibra ótima, paralisando o serviço e prejudicando os nossos clientes".

Para a N5 Telecom, qualquer empresa que inicia atividades em municipio "sempre causa impacto enorme". Em Cerro Corá "não foi diferente, trouxemos a primeira internet 100% fibra ótima para a cidade, e o sucesso é total", continua a nota,

De acordo com a empresa, o início da investigação deixou claro que houve uma "sabotagem premeditada, já que ocorreram rompimentos em dois pontos distintos, de forma dificultar a localização do problema".

A empresa informa, ainda, que está trabalhando diuturnamente para restabelecer a conexão de internet "o mais rápido possível", certos da compreensão que "permanecemos focados em ser o melhor serviço de internet do Seridó.

sexta-feira, 27 de setembro de 2019

Eleição para conselheiro tutelar ocorre em 06 de outubro

O Conselho Municipal dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes (CMDCA) divulgou nesta sexta-feira (27), as regras para a eleição de conselheiros tutelares, que ocorreria no dia 06 de outubro, na Municipal Sebastiana Alves Noga, rua Gracindo Deitado, nº 234, centro.

Para votar, o eleitor deverá apresentar o título de éleitor ou aplicativo e-título ou documento equivalente obtido junto ao site do TSE, como a certidão de quitação eleitoral) e um documento de identificação com foto, sendo aceitos a via digital do título de eleitor (e-título), desde que haja cadastro com fotografia; carteira de identidade, passaporte ou outro documento oficial com foto de valor legal equivalente, desde que possível a comprovar a identidade do eleitor; carteira de reservista; carteira de trabalho ou carteira nacional de habilitação.

Segundo a resolução publicada no "Diário Oficial dos Municípios", o eleitor poderá votar em um candidato de acordo com a Lei Municipal nº 784/2015. Cada candidato também poderá indicar um fiscal de sua confiança para atuarem nos locais de votação, que poderão inclusive ser parentes seus, que residam e sejam eleitores do município e que ainda sejam acima de 18 anos de idade. 

Já a apuração dos votos será feita no Ministério Público do Rio Grande do Norte, situado a tua Zuza Othon, nº 1.150, bairro Valfredo Galvão, em Currais Novo.

quinta-feira, 26 de setembro de 2019

Prefeita Graça Oliveira concorda com declarações de Raimundo Costa

A prefeita de Cerro Corá, Maria das Graças de Medeiros Oliveira (PSD) afirma concordar com as declarações do sindicalista  Raimundo Costa Sobrinho: "Zé Albino como era conhecido foi um agricultor,  homem público que muito ajudou Cerro Corá e toda a Serra de Santana, doou terreno para construção de escola, posto de saúde, cemitério e outras ações, a Serra de Santana tem muito agradecer a José Albino de Assis".
No entanto, a prefeita diz que "não está desmerecendo seu Tota, de modo algum, tem seu legado..."
A neta de José Albino, Silvia Maria foi à rede social Facebook dizer que uma homenagem ao avô é "muito merecido, já que foi o sonho dele a vida inteira".

Raimundo Costa avalia que estrada deveria se chamar José Albino

O diretor técnico da Emater no Rio Grande do Norte, o cerrocoraense Raimundo Costa Sobrinho, avalia que, "sem nenhum demérito" da proposta do deputado Nelter Queiroz em relação a denominação do trecho da estrada RN-087, que "mais uma vez as autoridades de Cerro Corá comem moscas".

Para Costa, que foi candidato a deputado estadual nas eleições do ano passado, o nome mais merecedor para denominação da rodovia Lagoa Nova-Cerro Corá "teria de ser de uma pessoa que nasceu e se criou na Serra de Sant'Ana, foi uma autoridade do nosso município, vereador, vice-prefeito e líder político daquela região e que durante a sua vida residiu na comunidade do povoado Albino, que fica encravada justamente à margem da estrada que liga esses dois municípios".

Raimundo Costa diz que "está falando de José Albino de Assis", falecido em julho de 2012 aos 97 anos, "e que era uma referência no trato com as pessoas, um homem que lidou com a agricultura e o desenvolvimento da Serra de Sant'Ana, dedicando sua vida justamente fazendo esse trajeto".
O cerrocoraense Elias Dantas opina se poderia dividir por trechos, o trecho de Cerro Corá seria José Albino, o de Lagoa Nova, Tota Pereira: "Todos ficariam satisfeitos".

Projeto denomina de Tota Pereira estrada entre Lagoa Nova e Cerro Corá

Nelter Queiroz é autor de projeto que denomina Tota Pereira trecho da RN-087
O trecho de 18 quilômetros da rodovia estadual RN-087 entre Lagoa Nova e Cerro Corá, que está sendo asfaltado pelo governo Fátima Bezerra (PT), terá o nome de um falecido agricultor e comerciante lagoanovense, Antônio Pereira Filho, conforme projeto de lei de autoria do deputado Nelter Queiroz (MDB), já em tramitação na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.
Ao justificar o projeto, o deputado Nelter Queiroz disse que Antônio Pereira Filho, "era um lagoanovense de orgulho ímpar, conhecido na região como Tota Pereira, e foi um pioneiro no empreendedorismo na Serra de Santana. Filho de Maria e Antônio Pereira, Tota iniciou cedo seu trabalho na agricultura, cultivando algodão, caju, mandioca, feijão e outros grãos nas terras de seus pais e investindo na pecuária e criação de outros animais.

Na década de 60, adquiriu um caminhão, o primeiro da cidade, com o qual comercializou e transportou estivas e cereais entre os estados do Ceará, Rio Grande do Norte e Paraíba para seus negócios e de parceiros, em estradas precárias, principalmente as de acesso a Lagoa Nova, onde viveu durante toda sua vida. Naquela mesma década, abriu seu primeiro mercado de estivas e cerais, sendo um dos pioneiros da cidade.

Casado por mais de 50 anos com Dona Matildes Pereira, Tota foi pai de 20 filhos, dos quais quatro sobreviveram 16. Hoje, a família continua o legado empreendedor de Tota Pereira, tocando os Supermercados Santo Antônio e comércios de múltiplos segmentos, pecuária, aviária, agricultura entre outros.

O deputado Nelter Queiroz afirma, na justificativa do projeto, que Tota Pereira era "um amante dos animais e sempre foi lembrado pelos amigos e familiares ao lado de seus touros de estimação". Tota Prereira falecceu em 2006.


sexta-feira, 20 de setembro de 2019

Professor filho de "Carlinhos de Lourival" tem reconhecimento dos alunos da UnP

Professor Diego Andrade Bezerra é filho do cerrocoraense "Carlinhos de Lourival"
Filho de cerrocoraense, o professor Diego de Andrade Bezerra foi laureado, na quarta-feira (18), como um dos melhores mestres da área de Tecnologia, na avaliação dos alunos da Universidade Potiguar (UnP).
Diego A. Bezerra ficou em segundo lugar, com nota 9.36, segundo a Comissão Própria de Avaliação (CPA) da UnP.
Todo semestre é feito "uma pesquisa voluntária entre os alunos para avaliar os professores e coordenadores de curso", segundo explicou a cerrocoraense Cássia Maria, que desde 1996 atua naquela universidade, onde atualmente é responsável pela Regulação Acadêmica.
O professor Diego Bezerra é filho do cerrocoraense e advogado Carlos Alberto Bezerra da Costa, o “Carlinhos de Lourival”, que é funcionário aposentado da Petrobras.


terça-feira, 17 de setembro de 2019

Revista turística "Natal Pra Você" traz matéria sobre a "Suiça do Seridó"


A revista trimestral de turismo "Natal Pra Você" que é editada pelo jornalista carioca Antonio Roberto Rocha, mas que é radicado no Rio Grande do Norte, traz em sua edição de nº 49 (set/out/nov) uma matéria de duas páginas sobre Cerro Corá, a "Suiça do Seridó". A revista será lançada na 47ª Exposição Internacional de Turismo (AbavExpo), que ocorrerá entre os dias 25 e 27 de setembro, em São Paulo. O evento contará com mais de 23 mil participantes e pelo menos 1.100 expositores. A diagramação da matéria é do angicano Francisco Marrocos.

sexta-feira, 13 de setembro de 2019

Lei em Santana do Matos reconhece vaquejada como atividade esportiva

O prefeito de Santana do Matos, José Edvaldo Guimarães Júnior, sancionou lei que reconhece a vaquejada como atividade esportiva e cultural no município. A lei aprovada na Câmara Municipal tem um prazo de 90 dias para ser regulamentada.

quinta-feira, 12 de setembro de 2019

Encontro do Geoparque Seridó terá visita em Cerro Corá

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) realiza o segundo encontro potiguar referente ao projeto Geoparque Seridó, no Ceres Currais Novos.  O evento de cunho científico começou na quinta-feira (12) e se encerra neste sábado, com visita técnica aos geossítios de Cerro Corá e Lagoa Nova.

Os participantes discutem o desenvolvimento de ações sustentáveis voltadas para as comunidades locais e a conservação de recursos naturais. Este ano, a temática será Gestão, inovação e políticas de inclusão.

Nesta edição, não foi cobrada taxa de inscrição, mas solicitou-se a doação de dois quilos de alimentos por parte de cada participante que serão destinados a Associação Brejinhense de Educação Cultura e Artes (ABECA).

A programação conta com diversas palestras e minicursos abrangendo desde metodologias inovadoras para geoparques até estratégias de mercado e governança em áreas do Seridó. Para conferir a programação completa, assim como mais informações sobre o encontro.

Palestras

Sexta-feira, 13

8 horas – 9h30
Exercício verde como estratégia para o desenvolvimento sustentável em territórios geoparques, com o professor Eduardo Guimarães (Geopark Araripe, Ceará)

9h45 – 11h30
Geodiversidade e novas propostas de Geoconservação: Geoeducação e Geocultura, com o professor Marcelo Martins de Moura Fé (URCA)

Mini cursos
14 horas às 17 horas
Ensino-aprendizagem e metodologias inovadoras em territórios de geoparques, com Janaína Luciana de Medeiros (Geoparque Seridó)

Cartografia e produção de mapas turísticos, com Rosana Silva de França (UFRN)

Sábado, 14
6 horas - Visitas técnicas aos geossítios dos municípios de Cerro Corá e Lagoa Nova

terça-feira, 10 de setembro de 2019

Lagoa Nova credencia-se para "Supermatutão" da FNF

Lagoa Nova está entre as três cidades da região do Seridó que estão se credenciando para a disputa do torneio de seleções "Supermatutão", que será organizado e promovido pela Federação Norteriograndense de Futebol (FNF) entre 3 de novembro e 7 de dezembro deste ano. Durante o congresso  técnico ocorrido hoje, na sede da Federação, no bairro de Lagoa Nova em Natal, pelo menos 29 municípios apresentaram candidaturas para o  torneio, que será restrito a atletas com até 23 anos de idade. A ideia é que a limitação de idade permita a revelação de  novos talentos, informou o presidente da FNF, José Vanildo da Silva.

Além de Lagoa Nova, Caicó e Jardim de Piranhas são as cidades seridoenses que deverão  mandar seleções para a competição, que será disputada no sistema eliminatório de ida e volta. As cidades interessadas devem confirmar participação até segunda-feira (16), mas a inscrição vai depender das condições de infraestrutura de cada cidade, inclusive em relação a estádio de futebol. 

A partida da final da competição será transmitida, ao vivo, pela InterTV, afiliada da TV Globo no Rio Grande do Norte.

segunda-feira, 9 de setembro de 2019

Atletismo de Cerro Corá alcança resultados positivos em 2019

Atletas da AESC exibem medalhas conquistadas em competições da Federação de Atletismo do Rio Grande do Norte
A Federação Norteriograndense de Atletismo encerrou, no fim de semana, os campeonatos estaduais de 2019. Ao todo, foram cinco campeonatos. Professor de atletismo Edilson Oliveira informa que a Associação Esportiva, Social e Cultural (AESC) de Cerro Corá, em parceria com grupos de atletas de São Tomé e São Paulo do Potengi "deu um banho de conquistas", vencendo seis das dez competições que disputaram e foi vice em duas.

De acordo com dados da FNAt , a AESC obteve 149 pontos no atletismo feminino, ficando em primeiro lugar, enquanto no masculino, ficou em oitavo, com 23 pontos na pontuação geral. Os  resultados por faixa etária, foram os seguintes:

Sub 14
Masc - Campeão
Fem - vice

Sub 16
Masc - Campeão
Fem - Campeão

Sub 18
Fem - Campeão

Sub 20
Masc - vice campeão
Fem -  campeão

Adulto
Fem campeão



 

domingo, 8 de setembro de 2019

Sales Ezequiel passa a presidir PT em Cerro Corá

O Partido dos Trabalhadores (PT) de Cerro Corá elegeu, a exemplo de outros municípios do Rio Grande do Norte e do país, o diretório local da legenda, tendo como novo presidente o servidor público Francisco de Sales Ezequiel.

A eleição do diretório municipal. ocorreu pela manhã, no Palácio Lourival Libanio de Melo, sede da Câmara de vereadores. Os outros membros da Executiva do PT cerrocoraense são Francisco Sales de Lima, vice-presidente; Genilza Maria do Nascimento, secretária;  José Valdemir da Silva, secretário Financeiro; Geovana Keylla de Lira Freire, secretária de Organização e Alícia Carolyne Rocha dos Santos, secretária de Comunicação.

sexta-feira, 6 de setembro de 2019

Falece mãe e avó de vereadores cerrocoraenses

Viúva do agricultor Cláudio José de Maria, morreu nesta sexta-feira (06) em Cerro Corá, a senhora Maria do Carmo Gomes, conhecida como Maria de Cláudio, que era mãe do ex-vereador Manoel de Cláudio e avó do atual vereador Emanuel Gomes de Maria, o "Elzinho". O presidente da Câmara Municipal, vereador Rodolfo Guedes, em consonância com seus pares, transmitiu votos de pesar à todos os familiares e amigos em nome de todos que fazem o Poder Legislativo de Cerro Corá, decretando luto oficial de dois dias.

terça-feira, 3 de setembro de 2019

Juíza extingue punibilidade de crime de calúnia contra a prefeita

A juíza Maria Nadja Bezerra Cavalcanti declarou extinta a punibilidade contra o cerrocoraense Francisco Canindé Alves de Lima, que é cambista de jogo do  bicho em Cerro Corá e teria sido denunciado por crime de calúnia contra a prefeita Maria das Graças de Oliveira (PSD). Analisando-se os autos, segundo a sentença judicial, verificou-se que "se operou a decadência do direito de queixa da suposta vítima em relação ao crime".

Com efeito, diz a sentença da juiza Maria Nadja Cavalcanti, o prazo de decadência é de seis meses para oferecimento de queixa-crime, contados da data em que o ofendido, ou seu representante legal, tomar ciência da autoria delitiva: "Assim, nos crimes de ação penal privada, o termo inicial do prazo de decadência é o dia em que o  ofendido veio a saber, inequivocamente, quem foi o autor do delito".

Nos autos consta, que, "ainda em se tratando de ação penal privada, a petição deve ser instruída ainda com procuração concedendo poderes específicos para o  ajuizamento da peça pelo advogado, sendo isto requisito essencial para o feito e sem o qual também se opera a decadência".

No caso dos autos,  verifica-se que tal ciência da autoria ocorreu em 04 de setembro de 2018, conforme narrativa do boletim de ocorrência na Policia. Porém, a parte autora, a prefeita Graça Oliveira, não cuidou em formular queixa-crime e anexar procuração com poderes específicos.

Também diz a sentença, que dessa forma, "verifica-se que o prazo de decadência atingiu o seu termo, mantendo-se a parte querelante inerte". A juíza salientou, ainda, que o prazo decadencial não se suspende, não se interrompe e nem se prorroga.

segunda-feira, 2 de setembro de 2019

Edilson Oliveira fala à InterTV sobre desempenho de atletas


Atletas de Cerro Corá, São Tomé e São P. do Potengi trazem 24 medalhas dos Juverns

As informações são do professor Edilson Oliveira, que o atletismo de Cerro Cora/São Tomé e São Paulo do Potengi brilhou na etapa estadual dos Juverns, os  Jogos da Juventude do Rio Grande do Norte. Com 29 atletas das três cidades, Oliveira disse que a representação  da AESC classificou oito atletas para a fase nacional dos Jogos da Juventude. Ao todo os atletas das três cidades abocanharam 24 medalhas nos Juverns, e contaram com a colaboração da prefeita de Cerro Corá, Maria das Graças Oliveira e do prefeito de São Tomé, Babá Pereira e do professor Jadson, da Escola São Francisco, em São Paulo do Potenti.
Os medalhistas de Cerro Corá representaram, por exemplo, a Escola Manoel Belmino dos Santos:  Brenna Munique, prata no 100 e 200 metros; Weslley Mesquita, ouro no tetratlo; Idalberto Lima, bronze no pentatlo, Pedrinho, quarto no peso.
Da Escola Estadual Querubina Silveira, destaques para Regiclécia Silva,ouro nos saltos triplo e distância; Bárbara Beatriz, ouro no lançamento de disco e prata no peso; Vinicius Daniel, bronze no salto triplo; Diogo Michael, prata no 110 metros com barreiras; Vitor Silva, prata no salto em altura e quarto no salto em distância; Anny Cecília, prata nos 100 metros com barreiras e bronze em distância.
Os destaques da Escola Municipal Sebastiana Alves Nôga foram Maria Rita, ouro nos 250 metros e prata no 75 e Hawan Oliveira, bronze, no lançamento de dardo.

Atletas de Cerro Corá, São Tomé e São Paulo do Potengi brilham nos Jogos da Juventude do Rio Grande do Norte
Da Cidade de São Tomé, os destaques foram da Escola Estadual Amaro Cavalcante: Dalbett Gabriel, ouro no 100 metros com barreiras; Jamilly Criistina, ouro nos 80 metros com barreiras;  Vinicius Moraes, bronze no salto triploe sexto em distância; Sthefanny, bronze no salto em altura; Clara Muniz, bronze no lançamento de dardo; Lair Neto, sétimo nos  100 metros rasos e quarto nos 110 metros com barreiras; Carlos Emanuel, sexto nos 400 metros rasos; Marcos Vinicius, quarto no lançamento de dardo e Hudson Uriel, prata no salto em altura. Outros destaques foramm
As escolas municipais de São Tomé também contribuiram com Lucas Miguel, bronze nos 110 metros rasos e quinto no salto triplo; José Augusto, quarto nos 75 metros e 250 metros.
O atleta de São Paulo do Potengi que obteve resultado positivo foi da Escola São Francisco: Erick Michel, ouro nos 75 metros raso.
Os atletas classificados para a etapa nacional são os seguintes:
Cerro Corá: 12 a 15 anos, Wesley Mesquita e Maria Rita; 15 a 15 anos,  Brenna Monique, Bárbara Beatriz e Riglecia Silva
São Tomé: Dalbett Gabriel e Jamily Cristina
São Paulo do Pitengi: Erick Michel


domingo, 1 de setembro de 2019

Flagrantes do encontro de cerrocoraenses na Fazenda Pituba

O "self" pelas lentes de Simone Santos (filha de Vanda e neta do saudoso Zé Preto), Tarcísio Lira, Valdir Julião, João Vilmar de Azevedo (em pé à esquerda), Ana Julião, Ana Vanessa Julião e Cássia de Quintino (sentadas) e Rogério Leandro, Carlos Canário, Terezinha Canário e Rodivan Barros (sentados à direita)



À direita de camisa azul estampada, agregou-se Luís Bezerra Júnior, o "Garrincha", que veio com a esposa diretamente de Brejinho, no Agreste potiguar, onde reside desde os anos 80.

Mais um flagrante da reunião no restaurante Tupi, em Goianinha

Em primeiro plano Rogério Leandro e João Vilmar fazem retrospectiva histórica da comunidade cerrocoraense

Em outra rodada Rodivan Barros, Valdir Julião e João Vilmar resgatam fatos do gentio cerrocoraense

Momento descontraído para Terezinha e Carlos Canário e Rogério Leandro

João Vimar (c) agradeceu presenças dos conterrâneos no restaurante Tupi

O engenheiro agrônomo João Vilmar de Azevedo recebeu o grupo de cerrocoraenses e conterrâneos em sua Fazenda Pituba, onde o seu filho João Henrique toca o Restaurante Tupi com a família, no município de Goianinha, na região Agreste do Rio Grande do Norte.

Para João Vilmar "foi um evento muito gratificante. Em número de dezesseis, tivemos a oportunidade de reviver bons momentos de uma velha amizade, colocar os assuntos em dia e desfrutarmos de um alegre convívio".

Na avaliação de João Vilmar "esses eventos são importantes, na medida em que permite a continuidade de laços fortes e sinceros de amizades".

João V. de Azevedo estimula a realização de uma série de encontros: "Estamos empenhados a dar sequência a esses fatos, iniciados lá em Cêrro Corá, por ocasião do 2° Encontro dos Veteranos, ocorrido recentemente, Festival de Inverno"

Azevedo prosseguiu, afirmando que já se descortinam ações para novos eventos: "Esperamos ir solidificando a ideia e angariando a participação de outros conterrâneos dispersos em localidades, por vezes distantes, mas que encontrarão oportunidade para um congraçamento harmonioso e construtivo aos nossos laços de amizade sincera".

Por fim, agradeceu a presença do grupo "Veteranos" de Cerro Corá. "Obrigado a todos que vieram ao nosso restaurante Tupi e a casa está às ordens para recebê-los novamente, com seus familiares e amigos".

Encontro de cerrocoraenses em Goianinha

Encontro dos "Veteranos" na Fazenda Pituba em Goianinha
Parte dos 67 membros do grupo de "zap" denominado "Veteranos de Cerro Corá" participou de uma 'audiência pública' no restaurante Tupi, situado na Fazenda Pituba, em Goianinha, a 65 quilômetros de Natal.

Os "Veteranos" já estão se mobilizando pra uma série de encontros em data móvel, que poderá a vir ser mensal ou bimensal, conforme a disponibilidade dos membros, alguns residentes em Cerro Corá e Natal e até mesmo fora do Rio Grande do Norte. A priori já está determinada uma data para o próximo encontro no dia 5 de outubro, que deverá ocorrer em Natal e em local a ser definido.

No flagrante fotográfico são vistos, da esquerda para a direita, Carlos Canário,  Rodivan de Oliveira Barros, Rogério Leandro, Luís Bezerra Junior, o "Garrincha";  Wellington Bezerra Jr, Valdir Julião, Tarcisio Lira, Túlio Libanio de Melo e o anfitrião João Vilmar de Azevedo.

quinta-feira, 29 de agosto de 2019

População de Cerro Corá se mantém estável e Lagoa Nova cresce 0,9%

A estimativa populacional do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) mostra que a variação da população de Cerro Corá se manteve estável entre 2018 e 2019, tendo crescido apenas um habitante entre um ano e outro. O município tinha 11.178 habitantes e pulou para 11.179.

Mesma coisa em relação a São Tomé, com a diferença de que esse município perdeu dois habitantes. São Tomé tinha 11.057 habitantes e caiu para 11.055. Segundo os dados do IBGE, a população de Santana do  Matos caiu 1,3% em um ano, passou de 12.954 para 12.791 pessoas. Também caiu o número de habitantes de Bodó, que tinha 2.250 pessoas e diminuiu para 2.223, uma queda de -1,2%.

Já o município de Currais Novos cresceu 0,3%, tinha 44.664 e foi a 44.786, enquanto a população de Lagoa Nova aumentou 0,9%, passando de 15.477 para 15.614 habitantes.

As estimativas populacionais municipais são um dos parâmetros utilizados pelo Tribunal de Contas da União para o cálculo do Fundo de Participação de Estados e Municípios e são referência para vários indicadores sociais, econômicos e demográficos. Esta divulgação anual obedece ao artigo 102 da Lei nº 8.443/1992 e à Lei complementar nº 143/2013.

As populações dos municípios foram estimadas por procedimento matemático e são o resultado da distribuição das populações dos estados, projetadas por métodos demográficos, entre seus diversos munícipios. O método baseia-se na projeção da população estadual e na tendência de crescimento dos municípios, delineada pelas populações municipais captadas nos dois últimos Censos Demográficos (2000 e 2010) e ajustadas. As estimativas municipais também incorporam alterações de limites territoriais municipais ocorridas após 2010.

O crescimento populacional do total do país, medido pela taxa geométrica de crescimento, foi de 0,79% ao ano, exprimindo queda do crescimento quando comparado ao período 2017/2018, conforme Projeção da População 2018.

Dos 5.570 municípios do país, 28,6% apresentaram redução populacional. Aproximadamente metade (49,6%) dos municípios tiveram crescimento entre zero e 1% e apenas 4,8% (266 municípios) apresentaram crescimento igual ou superior a 2%.

O grupo de municípios com até 20 mil habitantes apresentou, proporcionalmente, o maior número de municípios com redução populacional. Já no grupo de municípios entre 100 mil e um milhão de habitantes, está presente a maior proporção de municípios com crescimento superior a 1% ao ano. Os municípios com mais de um milhão de habitantes concentram crescimento entre zero e 1% ao ano.


Estimativa populacional
2018 2019 Variação %





Bodó
2250 2223 -1,2
Cerro Corá
11178 11179 0
Currais Novos
44664  44786 0,3
Lagoa Nova
15477 15614 0,9
Santana do Matos
12954 12791 -1,3
São Tomé
11057 11055 0





Fonte - IBGE


















































































































































terça-feira, 27 de agosto de 2019

Falece Cícero de "Seu Belo"

Cicero era filho do saudoso Belarmino Pereira
Aos 83 anos, faleceu na manhã desta terça-feira  (27) em Cerro Corá, Cícero Pereira de Araújo, conhecido como Cícero de Belo. A familia comunica que o velório do corpo ocorre em sua residência, na Rua Parelhas, número 26, no bairro Tancredo Neves. O sepultamento ocorrerá na manhã desta quarta (28), depois da com missa de corpo presente na capela de Nossa Senhora do Rosário, que começa às 7 horas, de onde sai o corpo para sepultamento no cemitério São João Batista.

Cícero Pereira tinha um pequeno comércio na feira livre da cidade e era filho de seu Belarmino Pereira. Entre os irmãos Berico, Joventino, Manoel, entre outros. Cícero Pereira de Araújo (*25/03/1936 / + 27/08/2019)"

segunda-feira, 26 de agosto de 2019

"Valdinho" admite não concordar "com algumas atitudes" da gestão da Câmara

Vereador "Valdinho" renuncia vice-presidência da Casa

Embora informe à presidência da Câmara Municipal de Cerro Corá que renunciou ao cargo de vice-presidente da mesa por questão de foro íntimo, a decisão do vereador Valderi Joaquim Borges (DEM), o "Valdinho", vai mais além, pois admite divergências com a gestão atual: "Só não concordo com algumas atitudes".

Mais cedo, em sua conta na rede social Facebook, "Valdinho" agradecia  aos colegas vereadores, que lhe deram a oportunidade e confiança de elegê-lo duas vezes presidente da Câmara e vice por oito meses. "Procurei sempre cumprir o verdadeiro papel de vereador e de presidente ao qual me foi confiado, fiscalizando e defendendo o que é do povo, foi pra isso, que fui eleito", postou ele, às 9 horas desta segunda-feira (26).

No post, Borges disse que iria continuar sua luta "em defesa do povo, dos mais humildes e dos que realmente precisam do poder público".

Já no oficio encaminhado ao presidente da Câmara, vereador Rodolfo Guedes (PSDB), o vereador "Valdinho" disse que renunciava à função de vice-presidente da Casa, sem  que  isso prejudicasse suas atribuições como parlamentar, "inclusive nas Comissões em que venha a atuar ou se designado". Ele protocolou o ofício às 8:10.

Mesmo divergindo e sem detalhar quais atitudes administrativas não concorda, "Valdinho" informou que não há distanciamento político em relação ao grupo de oposição à prefeita Maria das Graças Oliveira (PSD): "O grupo continua,  apenas estou saindo da vice-presidência".

sexta-feira, 23 de agosto de 2019

Gorete Macedo fala que livro retrata trajetória literária e sindical de Zé Milanez

Gorete Macedo escreveu livro incentivada por amigos
A professora e assistente social Gorete Macedo lança o livro "José Milanez em prosa & versos", a partir das 16 horas deste sábado (24), restaurante Xukalho, no conjunto Flamboyant, em Neópolis. "A ideia foi de resgatar, registrar para preservar o trabalho literário e sindical de Zé Milanez", diz ela, a respeito da história do poeta, cordelista e violeiro, que por 14 anos presidiu o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Currais Novos, até ser assassinado por um desafeto politico num fim de tarde de 25 de  agosto de 1986.

Filha de Zé Milanez, a autora do livro diz que o biografado "era um homem que lutava por inclusão social, reforma agrária e pelo direito do trabalhador rural, Milanez teve sua voz silenciada, mas vive nos poemas que deixou".

Segundo ela, o livro sobre seu pai "era um antigo sonho, impulsionado pelos amigos e conhecidos que diziam, por que não escrever um livro sobre seu Ze Milanez. E assim, após idas e vindas, em 2017 comecei...."
O livro sobre Zé Milanez traz uma mini biografia dele em seis páginas, em outro capítulo a autora escreveu sobre o poeta lírico e repentista, depois vem outro sobre o sindicalista. Em seguida, a repercussão de sua morte e em outra parte, poetas falam do poeta. Por fim, depoimentos e homenagens, afora o prefácio, apresentação e posfácio.

Serviço
Data: 24 de agosto
Horário: 16 horas
Local: restaurante Xukalho, rua Prefeito Expedito Alves, 1524,
Flamboyant, Népolis/Capim Macio.

quinta-feira, 22 de agosto de 2019

Walter Olímpio assina manifesto municipalista


No decorrer das últimas duas semanas o blog tem publicado uma série de textos envolvendo a cidade na cobertura noticiosa dos jornais da capital nos anos 30/40.

Hoje pula ao começo da década de 60 e foca um conterrâneo que não seja vinculado à família Pereira, mas um amigo.

A edição dominical do semanário O Poti (2/7/1962) – jornal Associado no RN – trás o manifesto “Um municipalista para o parlamento nacional”, como apoio a suplência de senador ao industrial Fernando Pedrosa.

O documento é assinado, em 27/5, pelos prefeitos de 27 municípios, entre eles o de Cerro Corá, José Walter Olímpio.

Walter, na ocasião, era o quarto político a ocupar o cargo desde 11 de dezembro de 1953, quando novo município é instalado pelo coronel Severino Bezerra, que permanece na função até fevereiro de 1955.

Depois assume Sérvulo Pereira, o primeiro prefeito constitucional, eleito pelo voto direto em outubro do ano anterior.

Em seguida Benvenuto Pereira falece no cargo e assume o vice-prefeito Walter. Somente no começo da década seguinte, com a cassação do contador Manoel Antunes de Melo, assume outro vice, José Julião Neto.

(José Vanilson Julião – Jornalista)

quarta-feira, 21 de agosto de 2019

Livro sobre o violeiro José Milanez será lançado neste sábado (24)

Filha de "Zé Milanez", cerrocoraense morto por motivação política, é autora da obra

"José Milanez em prosa & verso" é o livro que está lançado, a partir das 16 horas deste sábado (24), no restaurante Xukalho, em Capim Macio. O livro foi  escrito por Gorete Macedo, filha do poeta popular, violeiro e corderlista, que foi assassinado em meados dos anos 80 por questões políticas, quando presidia o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Currais Novos, na região do Seridó, a 180 quilômetros de Natal.

Por ocasião do lançamento do livro, na rua prefeito Expedito Alves, 1524, no conjunto Flamboyant, haverá apresentação da banda "A Cor da Terra". 

Zé Milanez era contemporâneo de outro cordelista, já falecido, José Saldanha, que inclusive homenageou o colega com o poema "O poeta assassinado pela mão do destino", já relatado neste blog. 

Outra filha, Geni Milanez, fez uma poesia em homenagem a ele, também postada aqui: "25 anos de saudade e silêncio". Ela informou, inclusive, que a primeira viola usada por Zé Milanez, foi doada por seu tio materno, José Ribeiro, falecido em meados de 1970 e que por sinal era avô deste "blogueiro".

link
http://cerrocoranews.blogspot.com/2011/09/primeiro-violao-de-ze-milanez-foi.html

terça-feira, 20 de agosto de 2019

Sepultamento de Lucila ocorrerá na manhã desta quarta-feira (21)

Lucila era viúva de Anísio, o sapateiro
O velório de Maria Lucila de Oliveira, que faleceu na madrugada desta terça-feira (20) em Natal, ocorrerá a partir das 19 horas desta terça-feira (20), no Centro Social Santa Zita, em Cerro Corá. O sepultamento ocorrerá às 8:30 desta quarta (21), após a missa de corpo presente, no Cemitério Público São João Batista. 

A Paróquia de São João Batista de Cerro Corá já havia emitido nota comunicando o falecimento de Lucila, que tinha 90 anos, e era viúva de Anísio, um dos sapateiros mais conhecidos da comunidade cerrocoraense e que residiu por muitos anos na rua Monsenhor Paulo Herôncio de Melo, centro, numa casa vizinha à residência do saudoso Joca Paz e onde, hoje, funciona a lanchonete de Jorge Lira.

Segundo a nota da Paróquia, dona Lucila foi uma das primeiras catequistas da paróquia e fez parte da Conferência Vicentina, quando esta funcionava em nossa paróquia.
"Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em Mim, mesmo que esteja morto, viverá; e quem vive e crê em Mim não morrerá eternamente." (Jo 11, 25)
Nossas orações e preces pelo seu descanso eterno!

Velório de João Nabor ocorrerá no cemitério Morada da Paz, em Emaús

João Nabor Guimarães ladeado pela família
O velório do  cerrocoraense João Nabor Guimarães de Melo, 72 anos, que faleceu na madrugada desta terça-feira (20) enquanto dormia em sua residência em Ponta Negra, Zona Sul de Natal, ocorrerá a partir das 7 horas desta quarta-feira (21), na Capela I do Cemitério Morada da Paz, em Emaús, Parnamirim. O corpo de João Nabor será cremado às 16:10, segundo obituário do site do Grupo Vila.

João Nabor era casado com Selma Soares, filha do casal Francisco Soares do  Nascimento e dona Luiza. Além de víúva, deixa duas filhas e um neto.

Nabor era filho do saudoso José Libanio de Melo e dona Libanita Guimarães, ambos falecidos. Ze Libanio era irmão do saudoso Lourival Libanio, enquanto Libanita era irmã de dona Teresinha Galvão, viúva do saudoso comerciante João Bezerra Galvão. Nabor era irmão de Jorge, serventuário aposentado da Caixa Econômica Federal (CEF), que reside atualmente em Currais Novos, mas mantém uma segunda residência em Cerro Corá e de Narriman Guimarães, que é funcionária da área de saúde pública do Estado e também José Newton, que reside em Brasília e veio a Natal para o velório do irmão.

Entre o fim dos anos 60 e começo dos anos 70, João Nabor migrou para São Paulo, onde se aposentou e depois voltou ao Rio Grande do Norte, passando a residir em Ponta Negra, onde instalou uma indústria de panificação e construiu imóveis de aluguel.

sexta-feira, 16 de agosto de 2019

Carro incendiado em Cerro Corá pertence a Adevaldo Oliveira





Fiat Uno incendiado às 3h30 desta sexta-feira (16) no centro de Cerro Corá. A Polícia vai abrir investigações para averiguar se o caso é retaliação de grupo criminoso em virtude de recente ação policial, que resultou na prisão de assaltantes e morte de outro, no começo da semana, na zona rural do municipio.

quinta-feira, 15 de agosto de 2019

Sérvulo Pereira na imprensa potiguar V



Na morte do senador João Câmara emissora interrompe programação a pedido do líder distrital

José Vanilson Julião
Jornalista


João Câmara: morte provocou pedido inusitado de Sérvulo Pereira
Cerro Corá ainda era um simplório aglomerado de casario, mas uma situação inesperada demonstra o poder político do industrial Sérvulo Pereira de Araújo. O pedido dele a estação “Poti” – antiga Rádio Educadora de Natal, do famoso acrônimo REN – suspende a programação em homenagem ao senador potiguar João Severiano da Câmara (Taipu, 8/3/1895 – Natal, 12/12/1948). A emissora Associada, até então, era a única existente no Rio Grande do Norte. Somente entre 1954 é que são fundadas a Nordeste, pelo governador Dinarte de Medeiros Mariz, e a Cabugi, do senador Georgino Alves Avelino.

Na manhã e na tarde do domingo ensolarado foram mantidas as programações esportivas do dia. Primeiro, no turno matutino, a prévia da corrida de São Silvestre (classificatória para a prova de pedestrianismo organizada pela Gazeta Esportiva da capital paulista), vencida pelo atleta Francisco Canindé de Brito, o Pixe, também jogador abecedista e posteriormente americano. No vespertino a regata no estuário do Potengi. Mais o clássico do futebol, ABC 1 x 2 América, final do returno do campeonato estadual. Além de uma competição pelo transcurso da Semana do Marinheiro na Base Naval Almirante Ari Parreiras.

Naquele dia a cidade fora surpreendida com o repentino falecimento do conhecido agropecuarista, comerciante, industrial e político, eleito deputado e senador. Fazendeiro, criador de gado e plantador de algodão, exportador, que desempenhara papel fundamental na criação e desenvolvimento do município de Baixa Verde, sendo o primeiro prefeito.

Em outubro/34 é eleito para a Assembléia Constituinte do Rio Grande do Norte pelo Partido Popular (PP), sendo um dos signatários da constituição estadual de 1936. Com a implantação do Estado Novo, teve seu mandato extinto, em novembro de 1937. Redemocratizado o país elege-se senador em janeiro/47 pelo PSD (Partido Social Democrático, do qual foi um dos fundadores no RN.

Quando faleceu era um dos nomes cogitados para concorrer ao governo. O povoado de Matas chegou à condição de município pela Lei 697 (29/10/28) com o nome originário da localidade, Baixa Verde, desmembrado de Touros, Taipu e Lajes. Pela Lei 899 (19/11/53) passa a se chamar João Câmara.