quinta-feira, 17 de setembro de 2020

"Novinho" elabora projeto de gestão municipal

Candidato a prefeito nas eleições de 15 de novembro, Raimundo Marcelino Borges finalizou agora, na sua residência no centro de Cerro Corá, a reunião com colaboradores e profissionais de diversas áreas para elaboração do plano de gestão, caso venha a ser eleito para o seu terceiro mandato de chefe do Executivo municipal. O esboço do programa administrativo agora será consolidado para ser anexado ao pedido de registro de candidatura na 20a Zona Eleitoral em Currais Novos. A reunião começou às 18 horas e foi concluída às 22 horas, envolvendo pessoal das áreas de saúde, educação, turismo, agricultura, assistência social, ligado inclusive aos partidos coligados - PSDB e PP. 

 

Jean Carlo quer criar secretaria de Segurança e subprefeitura em Lagoa Nova

O plano de governo do candidato a prefeito de Lagoa Nova, Jean Carlo Dantas (PSC) inclui a criação de uma secretaria municipal de Segurança, dentre as dez que vão compor o seu 'staff' administrativo. Além disso, no documento entregue na 20ª Zona Eleitoral em Currais Novos, o candidato informa que pretende criar uma subprefeitura e ainda promete instalar o gabinete do vice-prefeito Paulo Vandi, se eleito, na zona rural de Lagoa Nova.

Paulo Vandi: gabinete na  zona rural
Jean Carlo destaca que o seu programa de gestão "não se  configura uma ideia acabada ou imposta, mas apenas um esboço das principais ações a serem empreendidas, estando aberto a outras contribuições que possam vir a surgir ao longo da campanha eleitoral e no decorrer da gestão quando esta se abrirá à participação da comunidade".

Segundo o candidato do Partido Social Cristão, o modelo de gestão a ser implantado, com foco em instrumentos de planejamento e rigoroso acompanhamento de metas, "e igualmente sustentado sobre uma forte disciplina de execução e meritocracia,  também possibilitará a coleta e análise de informações preciosas para a concepção de novas soluções para a cidade em médio e longo prazos, levando a cidade a atingir um posicionamento compatível com a sua importância para a região da Serra de Santana e do Seridó".


Morre "Geraldo Bigodão "

"Geraldo Bigodão"
O blog CERRO CORÁ NEWS recebeu informações sobre a morte na quarta-feira (16), em Currais Novos, onde passou a residir desde os anos 80, do cerrocoraense "Geraldo Bigodão". Nos anos 70, ele trabalhou muito tempo prestando serviços ao gerente da Mina Bodó, o engenheiro de Minas pernambucano Paulo Pires, em sua residência, onde mora hoje dona Terezinha Bezerra,  viúva do comerciante João Bezerra Galvão.

Geraldo era pai do falecido presidente da Liga Desportiva e do Potyguar de Currais Novos, Geraldo Francisco da Silva, o “Geraldinho”, que morreu em 19 de janeiro deste ano,  enquanto aguardava doação de órgão para transplante de fígado. 

"Geraldinho" tinha 52 anos e também foi proprietário da Churrascaria Portal do Seridó por muitos anos. Outro filho dele, que era conhecido como Julião, é falecido, assim como a primeira esposa, dona Severina.

O radialista da Liberdade FM, Maninho Oliveira, conta que "Geraldão" ainda era seu parente e que residiu muitos anos na rua Guiomar Henrique, depois residiu um período Bodó. Em Currais Novos, ele morou na rua Moisés Galvão e na rua Silvio Bezerra. 

Segundo Maninho, ele ainda deixa os filhos Genilson e Genibaldo e as filhas, Genilda, Giselia e Geraldina. "O pai dele era Manoel Chico, morou em Bodó e era filho, na época, do'famoso' Chico Bibi, meu avô de criação", contou o radialista, que acrescentou: "Geraldo era muito religioso, aqui em Cerro Cora, ele não perdia um enterro, seja lá de quem fosse, tanto fazia conhecer como não, ajudava até no velório".

O sepultamento do corpo de "Geraldão" será às 17 horas desta quinta-feira (17), no cemitério público da cidade de Currais Novos,  a 45 km de Cerro Corá. 
 

"Novinho" informa que estava em Natal quando soube de liminar

Carreata nas ruas de Cerro Corá comemorando liminar obtida por ex-prefeito "Novinho"

O ex-prefeito Raimundo Marcelino Borges agradeceu, nas redes sociais, manifestações de correligionários pela vitória que conseguiu na Justiça em Currais Novos, suspendendo os efeitos de dois decretos legislativos que informavam ao Tribunal de Contas do Estado a reprovação de suas contas de 2009 e 2012: "Mesmo estando em Natal, fui surpreendido com essa manifestação  dos amigos cerrocoraenses e estou passado para agradecer a cada um pelas ligações, mensagens de apoios e aos que vieram às ruas  de nossa cidade na noite de ontem".

Para ele, que vai encaminhar pedido de registro de sua candidatura pelo PSDB a prefeito à 20a. Zona Eleitoral,  a comemoração de apoiadores foi uma "demonstração de que a justiça tarda mas não falha e a verdade sempre deve prevalecer isso é apenas o começo da batalha"

Jean Carlo: primeiro a pedir registro pra prefeito de Lagoa Nova na 20a. ZE

Jean Carlo é empresário 
Jean Carlo da Silva Dantas, 47 anos, filiado ao Partido Social Cristão (PSC), é o primeiro candidato a prefeito de Lagoa Nova a entrar com pedido de registro de candidatura na 20a Zona Eleitoral em Currais Novos, onde nasceu.  
Divorciado e com curso superior completo, Jean Carlo tem como companheiro de chapa o lagoanovense Paulo Vandi da Costa, 56 anos, também filiado ao PSC. 

quarta-feira, 16 de setembro de 2020

TCE já incluiu contas de "Novinho" na lista dos "ficha suja"

Espelho da lista de contas irregulares no site do Tribunal de Contas do Estado
O Tribunal de Contas do Estado (TCE) já atualizou a relação das prestações de contas irregulares de gestores públicos e prestadores de serviços, que serão objeto de análise de juízes eleitorais sobre eventuais pedidos de registros de candidaturas nas eleições de 15 de novembro. As contas de 2009 e 2012 do ex-prefeito Raimundo Marcelino Borges, o "Novinho", que é candidato a prefeito pelo PSDB numa coligação com o PP, que indicou o candidato a vice, o vereador Emanuel Gomes, já estão incluídas nessa lista, a partir informações prestadas pelo presidente da Câmara Municipal de Cerro Corá, vereador Rodolfo Guedes (Republicanos).

"Cuidados que tivemos são difíceis de contestação ", diz vereadora

Vereadora Graça Santos (PSD) durante votação das contas de ex-prefeito de Cerro Corá
Presidente da Comissão de Finanças que analisou as contas do ex-prefeito Raimundo Marcelino Borges, a vereadora Graça Santos avaliou com naturalidade a decisão do juiz Ricardo Cabral Fagundes, que anulou os efeitos dos decretos legislativos relacionados às reprovações das contas de 2009 e 2012.

"Cada juiz tem um entendimento e devemos respeitar. O ex-prefeito está fazendo sua parte, recorrendo contra a decisão do Legislativo, mas creio que o trabalho que fizemos na Câmara e o cuidado que tivemos no julgamento desses processos são difíceis de ser contestados", disse a vereadora para o blog CERRO CORÁ NEWS.

Luciano Santos diz que já não depende de teste em Lagoa Nova

 

Luciano Santos reúne filiados e militantes em convenção presencial

Por Ismael Medeiros

"A parceria MDB-PSDB foi testada e aprovada em Lagoa Nova e estamos prontos para avançar muito mais no trabalho para quem sabe chegarmos no modelo da cidade dos sonhos dos lagoanovenses, que merecem e precisam”, afirmou o prefeito Luciano Santos, durante a convenção MDB-PSDB que homologou seu nome com  o vice Iranildo Aciole, na noite desta  terça-feira (15), na Estação Juventude, em Lagoa Nova.
O vice Iranildo afirmou: “Luciano iniciou seu mandato com muitas dificuldades e agora Lagoa Nova começa a ver como é fazer política para o bem comum e para aqueles que mais precisam”, afirmou.
A convenção também homologou a nominata dos vereadores e foi transmitida pelas redes sociais, para contribuir com as medidas de isolamento social da pandemia, ganhando centenas de acessos durante a transmissão.
Advogado, administrador de empresas, Luciano Santos afirma que Lagoa Nova já avançou em várias áreas nos últimos quatro anos, mas que precisa realizar ainda mais ações para contribuir com a geração de emprego e renda e qualificação dos jovens.

Conheçam a liminar favorável a Novinho


                          DECISÃO                              


Trata-se de Mandado de Segurança com pedido liminar impetrado por Raimundo Marcelino Borges, qualificado nos autos, em face de ato praticado pelo Presidente da Câmara Municipal de Cerro Corá/RN, o Vereador Rodolfo Guedes dos Santos, pela Mesa Diretora da Câmara Municipal de Cerro Corá/RN, representada pelo seu Presidente, o Vereador Rodolfo Guedes dos Santos e pela Presidente da Comissão de Finanças, Orçamento, Tributação e Fiscalização da Câmara Municipal de Cerro Corá/RN, a Vereadora Maria das Graças dos Santos, pelos fatos e fundamentos jurídicos aduzido na peça inaugural.
Foi determinada a notificação da autoridade coatora para manifestar-se em relação ao pleito liminar, tendo sido apresentada manifestações de ID’s 59555954 e 59971215.
É o que importa relatar. Passo a decidir.
Cinge-se o mérito desta decisão em averiguar se os requisitos exigidos para a concessão de medida liminar encontram-se caracterizados.
É por demais consabido que, para a concessão de liminar o julgador deve se ater a dois requisitos previstos no art. 300 do Novo Código de Processo Civil, a saber, a probabilidade do direito e o perigo de dano ou o risco ao resultado útil do processo.
Noutros termos, mister verificar a ocorrência dos pressupostos autorizadores da medida liminar pleiteada, que, na hipótese dos autos, tem expressão na plausibilidade do direito pleiteado e no perigo decorrente da demora no atendimento à solicitação jurisdicional da parte.
Na hipótese dos autos, observo que o impetrante requer a suspensão dos efeitos dos Decretos Legislativos nº 04/2020 (referente à prestação de contas do ano de 2009), 05/2020 (referente à prestação de contas do ano de 2012), alegando que o procedimento que culminaram nos atos impugnados, foi submetido à votação em plenário da Câmara Municipal ao arrepio dos princípios constitucionais do contraditório, ampla defesa e devido processo legal.
Importa considerar, que a questão de direito subjacente ao pedido liminar, evoca a aplicação do princípio da separação ou tripartição de poderes, norma basilar da República Brasileira, presente como princípio fundamental na Constituição Federal de 1988 e replicado na Constituição do Estado do Rio Grande do Norte, de modo que toma-se por premissa da presente decisão a norma da tripartição que impõe que os Poderes sejam independentes e harmônicos entre si, cabendo ao Judiciário uma análise, não de mérito, mas de legalidade e razoabilidade dos atos praticados pelos demais Poderes.
Assim, cabe ao Poder Judiciário, no exercício do controle de legalidade do julgamento das contas do Poder Executivo pelo Poder Legislativo, zelar para que este ato na condição de processo administrativo submeta-se à obediência das formalidades legais inerentes ao devido processo legislativo e demais preceitos constitucionalmente estabelecidos ao exercício amplo do contraditório e da ampla defesa pelos litigantes.
Dito isto e partindo para o caso dos autos, fica desde logo afasta a alegação da autoridade coatora que a instrução do processo com os consequentes meios de defesa e recursos seriam restritos ao âmbito do Tribunal de Contas, eis que suficientemente demonstrado que o julgamento possui natureza administrativa e submete-se aos ditames constitucionais inerentes ao processo administrativo.
Nesse sentido, entendo que assiste razão o impetrante quanto ao pleito liminar, eis que não obstante tenha sido o impetrante notificado acerca da deliberação do ato de julgamento das suas contas, restou demonstrado, neste momento processual, que não foi o impetrante cientificado de todos os atos procedimentais do referido processo administrativo.
Com efeito, conforme alegações fáticas constantes na exordial, assim como documentos anexos, não houve a notificação do impetrante acerca de reuniões, em especial, para participação do ato que culminou na inquirição dos contadores acerca do conteúdo do parecer do Tribunal de Contas do exercício financeiro de 2009, além de não ter acesso ao teor das declarações prestadas, o que, por si só, implica evidente violação aos princípios constitucionais da ampla defesa, do contraditório e da publicidade em sua plenitude.  
Como se isso não bastasse, o impetrante ainda trouxe aos autos elementos que indicam que não houve obediência às etapas processuais, eis que não houve publicação prévia dos seus atos no Diário oficial, o que evidencia nítida violação à publicidade do processo legislativo, fator que reforça a probabilidade do direito vindicado.
Ademais, o risco da demora está presente na medida em que o impetrante alega ser pré-candidato a prefeito com exíguo espaço de tempo para registro de sua candidatura, que poderá ser obstada em razão dos efeitos dos atos ora impugnados.
Diante do exposto, DEFIRO A LIMINAR PLEITEADA, para determinar a suspensão dos efeitos dos Decretos Legislativos nº 04/2020 (referente à prestação de contas do ano de 2009), 05/2020 (referente à prestação de contas do ano de 2012).
Notifique-se a(s) autoridade(s) coatora(s) do conteúdo da petição inicial, enviando-lhe a segunda via apresentada com as cópias dos documentos, a fim de que, no prazo de 10 (dez) dias, preste as informações, na forma do art. 7°, inciso I, da Lei n.° 12.016/09.
Dê-se ciência do feito ao órgão de representação judicial da pessoa jurídica interessada, enviando-lhe cópia da inicial sem documentos, para que, querendo, ingresse no feito, nos termos do art. 7º, II, da Lei n.° 12.016/09.
Encerrado tal prazo, com ou sem as informações, dê-se vista dos autos ao Ministério Público para manifestação também no prazo de 10 (dez) dias.

URGENTE: Juiz concede liminar a "Novinho" para sustar desaprovação de conta

 O juiz Ricardo Cabral Fagundes, da 2ª Varas de Currais Novos, concedeu liminar ao ex-prefeito Raimundo Marcelino Borges, o "Novinho", para sustar os efeitos da reprovação de suas contas na Câmara Municipal de Cerro Corá. O despacho foi publicado às 14h58, no Processo Judicial Eletrônico do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte.

terça-feira, 15 de setembro de 2020

Deputado Francisco do PT apresenta voto de pesar por morte de João Grilo

 Francisco do PT encaminha voto de pesar à família de João Grilo
O deputado Francisco do PT encaminhou na sessão ordinária desta terça-feira (15), na Assembleia Legislativa, moção de pesar pelo falecimento de João Dionísio dos Santos, 63 anos, o "João Grilo", ocorrido em Natal na segunda, em decorrência de câncer.
O parlamentar ressaltou que "João Grilo" foi um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores em Bodó, inclusive sendo um dos militantes ao lado do irmão Severino Dionísio, que é filiado do partido em Currais Novos.

segunda-feira, 14 de setembro de 2020

Falece "João Grilo", filho do saudoso Severino Nogueira do Bodó

João Dionisio dos Santos
Faleceu em Natal João Dionisio, o "João Grilo", que foi dono de bar e taxista em Bodó e Currais Novos. Era um dos filhos mais velhos dos saudosos dona Regina e Severino Nogueira, que durante anos foi comerciante na esquina da rua da igreja, no centro de
Bodó.

João Dionisio foi casado com a cerrocoraense Fátima Gomes,  uma das filhas do saudoso casal Nezinho Adolfo/Maria Henrique Gomes.

Entre os irmãos dele estão Kerginaldo, Luís e Severino, que é residente em Currais Novos, além de Reginaldo, que mora no Rio de Janeiro e é casado com Tenice Macedo, irmã de Teni, esposa de Chico do Bar.

Luciano Santos oficializa candidatura de reeleição nesta terça

A convenção do MDB que homologará a candidatura de reeleição em 15 de novembro do prefeito de Lagoa Nova, Luciano Santos, ocorrerá às 18 horas desta terça-feira (15). O vice será Iranildo Acioli, do PSDB: "Gostaria de convidar os lagoa-novenses que puderem participar desse momento festivo e democrático de apoio ao meu nome na recondução dos destinos da nossa cidade”, disse o prefeito.

O acesso ao local da convenção será limitado aos convencionais, devido as medidas de precaução e segurança de saúde dos participantes em decorrência da pandemia de coronavírus. O evento político e partidário também terá transmissão às 19h15 pelos canais das redes sociais Facebook e Youtube.

Enterro de Michelle às 16 horas desta segunda

Velório de Michelle Ferreira de Lira acontecerá na residência dos seus pais às 15 horas deste segunda-feira (14), na rua Sérvulo Pereira, em frente à praça Tomaz Pereira de Araújo, centro. Sepultamento do corpo à 16 horas, no cemitério público municipal de São João Batista, informa a família. Michelle havia sofrido uma queda há oito dias e ao submeter-se exames clínicos, foi descoberto um carcinoma no esôfago.

Suspeita de sabotagem à rede da cabo interrompeu live do PSDB

Marcas de bala na rede de cabo
Com um discurso em torno de dez minutos, o ex-prefeito Raimundo Marcelino Borges resumiu o que fez e podia fazer mais por Cerro Corá, na live do Facebook que ocorreu logo após o encerramento da convenção do PSDB, que o oficializou candidato a prefeito nas eleições de 15 de novembro. A transmissão foi interrompida por volta das 20 horas, devido uma pane no sistema de cabeamento da internet, suspeita-se que houve sabotagem.
Em nota, informou-se que a falha havia ocorrido no povoado Ipueiras, na saída para Bodó e Angicos, a equipe de técnicos da empresa fez a manutenção e o sinal foi normalizado a 1 hora desta segunda-feira (14).
"Ainda não foi identificado o autor do ato criminoso, mas buscaremos respostas. Desde já, agradecemos a vocês toda compreensão e qualquer dúvida estamos a disposição", chegou a dizer em nota Samuel Brito, que é gerente da Telecom em Cerro Corá.
A live apresentou os candidatos a vereador do PSDB/PP e contou com a presença do presidente estadual do PP, ex-deputado federal Betinho Rosado.

Morre Michelle, filha caçula do saudoso Valdemar e dona Neném Lira

Michelle era a filha caçula de Valdemar e dona Neném
Faleceu na madrugada desta segunda-feira (14) de causas naturais em Cerro Corá, a filha caçula do saudoso Valdemar Ferreira de Lira e de dona Neném, como é conhecida sua mãe. Michelle Ferreira de Lira morreu em casa, na rua Sérvulo Pereira, no centro da cidade.

O blog associa-se à dor da família e de toda comunidade cerrocoraense pelo falecimento de Michelle Ferreira de Lira - a dona Neném e os irmãos Gleilber, Valda, Luciano e Marcos Antonio, além de primos e tios.

domingo, 13 de setembro de 2020

Convenção do PSD teve vídeos de ex-governador e do ministro Fábio Faria

Discurso da candidata à reeleição, Graça Oliveira, encerrou convenção presencial do PSD no bairro Tancredo Neves
A convenção que homologou a chapa de reeleição Graça Oliveira e Zeca Araújo, candidatos a prefeito e vice pelo PSD/PROS, também confimou a candidaturas a vereador de Francisco Aldo Maciel, Maria das Graças Santos, Maria Luciane Batista, Ednaldo Pereira de Araújo, Joaquim Severino dos Santos, Maria Ozani Pereira de Medeiros, Francisco Vencerlino Genésio, Wagton Silva de França, Rita de Cássia Barbosa, Manoel Vitoriano Dantas, Vivaldo Evaristo de Medeiros, Breno Araújo Bezerra e Francisco de Assis dos Santos.
Também prestigiaram a convenção os presidentes municipais dos partidos Podemos e Cidadania, Carlos Cabral e Isabel Leandro, além do ex-vereador Ronaldo Vilar, que será o contador da coligação. Afora o discurso do presidente municipal do PSD, ainda foi rodado na convenção, que foi realizada de forma presencial e não remota, sem transmissão pelas redes sociais, foram veiculados vídeos da senadora Zenaide Maia (PROS), do ex-governador Robinson Faria e do ministro das Comunicações no governo do presidete Jair Bolsonaro, o deputado federal licenciado Fábio Faria e ainda do deputado estadual Galeno Torquato (PSD).

Maciel Freire diz estar ciente dos problemas que terá pela frente

Maciel Freire disputará seu primeiro mandato Executivo
O candidato a prefeito do Republicanos a prefeito de Cerro Corá, vereador Maciel Freire, disse estar ciente dos problemas que vai encontrar pela frente, caso saia vitorioso nas eleições de 15 de novembro: "Mas também estou com a certeza e humildade para dizer que temos capacidade para resolver os problemas".
Maciel Freire disse do reconhecimento de ter ao seu lado um político experiente como João Batista de Melo Filho. "Fico muito emocionado quando falo sobre João, porque jamais eu e o vereador Erinho Albuquerque imaginávamos, quando João disse que queria somar conosco, se isso era verdade?"
Agora, acrescentou Freire, ao encerrar os discursos na convenção neste domingo (13), colocando o seu nome à disposição dos cerrocoranses:  "Cabe à população analisar a história dos que já passaram, já sabe como era, e aqueles que estão no poder, a população já é conhecedora de como está a situação".
Freire ainda reclamou da falta de diálogo da prefeita Graça Oliveira na resolução dos problemas de Cerro Corá: "Muitas pessoas disseram, porque não continuar como vereado, porque sei que a gente tem capadidade de fazer mais, mas estando na Câmara, a gente não pode contribuir mais, como a gente sabe que vai poder fazer".
O vereador afirmou que na Casa legislativas existem as limitações que não ocorrem no Executivo. "Algumas indicações a gente consegue, quando tem acesso à gestão, infelizmente nós temos, hoje, uma gestão que não tem diálogo com a Câmara, isso eu digo porque fiz parte da gestão e sempre cobrei isso, ouvir o que os vereadores tem a dizer, porque trazem informações da população e isso fez com que seguisse esse caminho, que as pessoa querem para contribuir com Cerro Corá".

João Batista declara que "não é politico de carreira" e se aposentou pelo INSS

João Batista de Melo Filho é candidato a vice-prefeito contra os apelos da família e aponta as veias: "Política está no sangue, ninguém se divorcia da política"
Candidato a vice-prefeito pelo MDB, João Batista de Melo Filho mandou alguns recados políticos na convenção que oficializou a candidatura a prefeito do vereador Maciel Freire (Republicanos), considerando sua história "de luta e participação democrática no município" iniciada há 48 anos, quando começou na carreira política como vereador. "Mas isso não quer dizer que seja um político de carreira, fui um trabalhador e sou aposentado, contribui 35 anos para o INSS e nem por isso deixei de lidar e ser efetivo nos movimentos políticos da cidade".
Prefeito por quatro vezes e vice-prefeito de Cerro Corá, João Batista de Melo Filho disse que espera, a partir de janeiro de 2021, estar contribuindo com Maciel Freire à frente da prefeitura, "trazendo toda a minha experiência, todo o meu conhecimento, todas as minhas amizades em níveis federal e estadual, para que a gente de mãos juntas, possamos trabalhar por Cerro Corá".
João B. de Melo Filho declarou, ainda, que acreditando "na juventude e na força" de Maciel Freire, "com sua experiência e diante dos apelos feitos por muitos amigos" e pelo próprio candidato a prefeito, resolveu participar das eleições municipais deste ano. "Alguns familiares (filhos, irmãos) são contra em função da minha idade e saúde, mas política está no sangue, a gente não se divorcia da política".
Mais conhecido na cidade como "Joãozinho", ele disse que tinha o prazer e alegria de participar de todos os movimentos sociais da cidade, "em qualquer momento e em qualquer situação estou sempre disposto, aprendi a ser assim desde muito jovem, quando iniciamos a nossa carreira lá em 1972 e estamos aqui, novamente, colocando nosso nome e a nossa experiência e a nossa vontade de trabalhar pelo município".

Adevaldo diz que 'pareia" Graça/Zeca vai "dar trabalho de novo" a adversarios

A convenção do PSD não foi transmitida on line, mas um video do presidente municipal do partido divulgado em rede social demontrou o clima do evento político, realizado na tarde deste domingo (13), no Centro de Convivência de Idosos (CCI), no bairro Tancredo Neves, "Estão aqui pra escolherem quem são os melhores e têm a capacidade de assumir a responsabilidade a favor do povo e tem compromisso com o povo", disse Adevaldo Oliveira, que também é secretário municipal de Agricultura e Turismo.
Para Adevaldo Oliveira, os candidatos que formam a chapa majoritária e proporcional que têm a prefeita Graça Oliveira (PSD) e o vice-prefeito Zeca Araújo (PROS) postulantes à reeleição, já "sabem o que fazer quando chegeram lá".
Por isso, finalizava ele na convenção, "está entregue essa grande nominata e essa 'pareia' que dá trabalho a adversário" para se chegar à vitória de novo em 15 de novembro.

Aliança de três partidos homologa candidatura a prefeito de Maciel Freire



Convenção do Republicanos oficializou vereador Maciel Freire (c) como candidato a prefeito 
Com o slogan "Cerro Corá em boas mãos", três partidos oficializaram apoio à candidatura a prefeito do vereador Maciel Freire pelo Republicanos, que terá como aliado e candidato a vice-prefeito João Batista de Melo Filho, do MDB. O outro partido aliado é o Partido dos Trabalhadores (PT). 
A convenção do Republicanos, na tarde deste domingo (13), contou com as participações do presidente estadual do partido, deputado federal Benes Leocádio e da deputada estadual Eudiane Macedo, além de candidatos a vereador as eleições municipais de 15 de novembro.

PP oficializa Emanuel Gomes para vice e 11 candidatos a vereador

Convenção do PP oficializou aliança com PSDB e lança 11 candidatos a vereador nas eleições de 15 de novembro de 2020
O Partido Progressista (PP) oficializou em convenção, na manhã deste domingo (13), a indicação do vereador Emanuel Gomes, o "Elzinho", como candidato a vice-prefeito na chapa majoritária que terá como candidato a prefeito Raimundo Marcelino Borges (PSDB) às eleições de 15 de novembro.
Presidente do PP e candidato pela primeira vez a vereador, João Marcelo Pereira informou que o partido terá 11 candidatos a vereador. Além dele, postulam uma das nove vagas à Câmara Municipal de Cerro Corá José Maria Gomes, José Nilson de Lira, Rejane Pereira de Araújo, João Maria Alexandre, Fabiano Silva Evangelista (Galeguinho do Bolo), Raimundo Soares de Brito, Luciene Borges de Assis, José Ediclecio Caetano da Silva, Erivan da Toca e Andreza Costa.

Esquerda unida com candidato do PT a prefeito de Santana do Matos

Viviane Braga e Elmar Anselmo fecham chapa PT/PSOL
Viviane Braga e Elmar Anselmo fecham aliança PT/PSOL
O Partido dos Trabalhadores (PT) de Santana do Matos homologou, na manhã deste domingo (13), a candidatura do professor da rede estadual de ensino, Elmar Anselmo, como candidato a prefeito nas eleições de 15 de novembro deste ano. O PT faz coligação com outros dois partidos de esquerda: PSOL e PC do B. 
Já a candidata a vice-prefeita é a agente comunitária de saúde Viviane Braga, indicada pelo PSOL. A família Braga tem tradição na política santanense, o avô Vidal Silveira Braga foi vereador e presidente da Câmara, assim como Durval Braga, tio da candidata a vice.
A aliança de esquerda enfrentará nas urnas a prefeita Alice Silva, que é mulher do ex-prefeito Francisco de Assis Silva, o "Assis da Padaria", que tentará a reeleição depois de assumir a prefeitura em decorrência da renúncia do médico Edvaldo Guimarães Júnior.

quarta-feira, 9 de setembro de 2020

Graças Santos deve se manifestar sobre pedido de liminar de "Novinho"

Juiz da 2ª Vara de Currais Novos, Ricardo Cabral Fagundes despachou para que a presidente da Comissão de Orçamento, Tributação e Fiscalização da Câmara Municipal de Cerro Corá, vereadora Maria das Graças dos Santos (PSD) se manifeste a respeito do mandado de segurança, com pedido de liminar do ex-prefeito Raimundo Marcelino Borges, o "Novinho", que tenta suspender decisões da Casa legislativa que desaprovou suas contas da gestão de 2009 e 2012 com base em pareceres desfavoráveis do Tribunal de Contas do Estado (TCE).
O juiz Ricardo Fagundes deu um prazo de 72 horas, conforme despacho datado desta quarta-feira (9), para que a vereadora Maria das G. dos Santos prestes informações. No dia 6, domingo, também havia terminado o prazo da manifestação do presidente da Câmara, vereador Rodolfo Guedes (Republicanos) a respeito do mesmo processo,.
O ex-prefeito "Novinho" depende da concessão dessa liminar pelo juízo de Currais Novos, a fim de desobstruir eventual impedimento ao seu pedido de registro de candidatura a prefeito de Cerro Corá nas eleições de 15 de novembro, a ser oficializada em convenção partidária neste domingo (13), e que será objeto de análise na 20ª Zona Eleitoral em Currais Novos.

terça-feira, 8 de setembro de 2020

Morre Nilson de Calmi, neto do saudoso Paulo do Correio

 Acaba de falecer em Cerro Corá, José Cleonilson de Morais, 51 anos,  vítima de câncer. Era filho de Calmi e neto do saudoso Paulo Damásio da Silva, o "Paulo do Correio". Também faleceu em Currais Novos, Damiana Cavalcante, vítima de coronavirus, que era casada com Deca Cavalcante, irmão de Pedro Julião e numerosa familia.

O sepultamento do corpo de "Nilson de Calmi" será às 9 horas desta quarta-feira (9), no cemitério municipal de São João Batista, informa a família.

Marcelo Filho tem apoio de três partidos à reeleição

Convenções do PSDB, PL e SD oficializaram apoio ao prefeito de Bodó
O prefeito Marcelo Porto Filho já é, oficialmente, candidato à reeleição em Bodó, conforme convenções realizadas na sexta-feira (4), dos partidos PSDB, PL e Solidariedade, que têm como presidentes o próprio prefeito e os vereadores Ranyere Guimarães, o "Rany" e Adriano Paz, o "Didi", respectivamente. Neuman Assunção foi confirmada como candidata a vice-prefeita.

Democratas e Republicanos decidem dia 13 quem enfrentará Marcelo Porto

As presidentes das Comissões Executivas Provisórias Municipais dos partidos Republicanos e Democratas em Bodó, Márcia Maria Pereira e Alessandra Dantas de Brito, estão convocando os convencionais para as convenções partidárias que serão realizadas entre às 14 e 17 horas do domingo (13). 

Os dois partidos fazem oposição ao prefeito Marcelo Porto, que é pré-candidato à reeleição no pleito de 15 de novembro, e vão decidir, no evento político que ocorrerá no Centro de Convivência, na rua Manoel Augusto Pereira, quem apoiarão para prefeito. A oposição é liderada pelos ex-prefeitos Francisco Avamar e Francisco Souza, o "Tinhá", além de José Airton.

segunda-feira, 7 de setembro de 2020

Partido Progressista lançará nove candidatos à Câmara Municipal

Partido aliado do PSDB com a indicação do vereador Emanuel Gomes para ser candidato a  vice-prefeito na chapa do pré-candidato a prefeito Raimundo Marcelino Borges, o "Novinho ", o PP formalizará, na convenção que ocorrerá no domingo (13), uma nominata de nove postulantes a uma cadeira na Câmara Municipal de Cerro Corá.

Além do presidente da Executiva Municipal, João Marcelo Pereira,  o partido Progressista tem como pré-candidatos a vereador o ex-prefeito Raimundo Soares de Brito, o sindicalista rural e ex-vereador João Maria Alexandre, José Ediclesio Caetano da Silva, Rejane Pereira de Araújo, Luciene Borges da Silva de Assis, José Nilson Alexandre de Lira, Fabiano Silva Evangelista e José Maria Gomes, que é irmão do vereador Emanuel Gomes e filho do ex-vereador "Manoel de Cláudio".

Chapa da prefeita Graça Oliveira terá 13 candidatos a vereador

Papel timbrado do PSD traz rol de pré- candidatos às eleições de 15 de novembro. 
Cinco partidos estão fechados com as pré-candidaturas de reeleição da prefeita Graça Oliveira (PSD) e do vice-prefeito, Zeca Araújo (PROS), a cujos partidos se somaram PSB,  PODEMOS e CIDADANIA na coligação a ser homologada em convenções partidárias neste domingo (13).

Para a eleição proporcional em que não se permite coligações, os partidos vão concorrer, isoladamente. O PSD deve liderar a lista com 13 candidatos às nove vagas de vereador na Câmara Municipal de Cerro Corá.

Os 13 pré-candidatos a vereador são Francisco Aldo Maciel e Maria das Graças Santos, que vão para a reeleição,  além de Álvaro Breno Araújo Bezerra, Edinaldo Pereira de Araújo, Francisco de Assis dos Santos, Francisco Vencerlino Genesio de Lima,  Manoel Vitoriano Dantas, Maria Luciane Batista, Maria Ozanir Pereira de Medeiros, Rita de Cássia Barbosa,  Severino Joaquim dos Santos, Wagton Luiz Silva de França e Vivaldo Evaristo de Medeiros.

3ª Câmara do TJ confirma permanência de Graça Oliveira no cargo de prefeita

Em julgamento de recurso contra decisão da primeira instância na Comarca de Currais Novos, a 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte decidiu manter no cargo a prefeita de Cerro Corá, Maria das Graças Oliveira (PSD). A decisão por três a zero saiu na terça-feira (1°), mas o acórdão só foi publicado no sábado (5) no PJe, confirmando medida liminar proferida em 14 de janeiro de 2019, com o voto do relator, desembargador Vivaldo Pinheiro, que foi acompanhado pelos desembargadores Amilcar Maia e Amaury Moura Sobrinho.
Nos autos conta que a prefeita Graça Oliveira impetrou agravo de instrumento contra decisão do juízo de Currais Novos, que a afastara do cargo por 180 dias, no fim de dezembro de 2018, a fim de apurar a contratação de um escritório de advocacia sem licitação pública.
Segundo os autos, "o juízo interpretou que houve uma espécie de montagem de procedimentos administrativos, com a pretensão de dar ares de legalidade, bem ainda que as decisões conferidas em outros processos ajuizados contra a agravante, embasariam a real necessidade de afastamento da prefeita".
Por intermédio do advogado Felipe Cortez, a prefeita de Cerro Corá rebateu os argumentos do Ministério Público, que foi acatado pelo juízo de Currais Novos, "aduzindo veementemente a inexistência de provas a ensejar possível prejuízo à instrução processual, sendo inócuo o seu afastamento, uma vez que toda a documentação já encontraria na posse no MP, não havendo mais no que interferir".
No relatório, o desembargador Vivaldo Pinheiro assinalou que "quanto à alegada falsidade da documentação apresentada pela prefeita, revelando-se como uma possível “montagem de procedimentos administrativos, pondero que a referida situação deveria ser comprovada via perícia, o que não se demonstrou ao exame da contenda".
Vivaldo Pinheiro também afirmou, no relatório, que a seu juízo, "ao contrário do suscitado em contrarrazões e no próprio recurso interno, a referida alegação posta em 1º grau não teve o condão de desnaturar a legitimidade das provas" fornecidas pela prefeita Graça Oliveira ao MP, "o que autorizaria a suspensividade dos efeitos decisórios deflagrados com a posterior confirmação meritória".
Ao decidir pela permanência da prefeita na chefia do Executivo municipal, Pinheiro asseverou que a questão já fora enfrentada pelo plenário do Tribunal de Justiça, "quando entendera que a natureza dos serviços comprovadamente desempenhados pelos advogados contratados, já demandaria a imediata suspensão da decisão agravada, na medida em que poderiam prejudicar a consecução da própria atividade administrativa, que ao teor do que fora posto, não dispõe de quadro de procuradores suficientes às demandas que lhes cabe”.

sexta-feira, 4 de setembro de 2020

PSDB e PP confirmam data de convenção conjunta

Os presidentes municipais do PSDB e PP, Raimundo Marcelino Borges e João Marcelo Pereira, confirmam que as convenções partidárias para oficialização dos nomes de candidatos aos pleitos majoritário e proporcional deste ano, acontecerão na manhã do dia 13 deste mês. 

As convenções vão homologar as candidaturas de Raimundo M. Borges, que já administrou o município por dois mandatos, e do vereador Emanuel Gomes, a prefeito e vice-prefeito nas eleições de 15 de novembro.

Em virtude da pandemia do novo coronavírus e para prevenção da saúde dos convencionais, a convenção conjunta que será realizada no saguão da garagem da residência do ex prefeito "Novinho, será permitida a presença mínima de convencionais em local fechado, cumprindo todas as normas e protocolos sanitários.


quarta-feira, 2 de setembro de 2020

Ex-prefeito tenta ganhar tempo e adia convenção para o dia 13

A estratégia do ex-prefeito "Novinho" com o pedido de mandado de segurança para suspender efeitos da desaprovação de suas contas pela Câmara Municipal de Cerro Corá, é ganhar tempo e levar o caso para a Justiça Comum, criando as condições políticas para obter o registro de candidato a prefeito na 20ª Zona Eleitoral, o que deve ser oficializado em convenção, inicialmente prevista para o  domingo (6), mas que foi remarcada para o dia 13.

Enquanto não houver uma decisão transitada em julgado,  pois a ação sob a alegação de abuso de poder da Câmara deve ir até  às instâncias superiores, "Novinho" espera obter o registro de sua candidatura a prefeito pelo PSDB homologada até o dia 26, que é o último dia do prazo para a confirmação de registros das chapas que concorrerão ao pleito deste ano. 

O presidente da Câmara Municipal de Cerro Cora, vereador Rodolfo Guedes (Republicanos), confirmou que foi notificado pelo oficial de Justiça da Comarca de Currais Novos, a respeito do mandato de segurança em que o ex-prefeito Raimundo Marcelino Borges, o "Novinho", tenta suspender os efeitos da decisão da Casa que reprovou suas contas referentes aos exercícios de 2009 e 2012.

Juiz da 2ª Vara em Currais Novos, Ricardo Cabral Fagundes concedeu prazo para o presidente da Casa se posicionar em relação ao mandato de segurança impetrado pelo ex-prefeito cerrocoraense: "Com relação ao pedido de tutela antecipada, entendo que não se trata o pedido liminar de uma hipótese excepcional de urgência extremada que justificaria a concessão sem a oitiva da parte adversa, impondo-se, portanto, a intimação do promovido para, em 72 horas, manifestar-se acerca do pedido de tutela antecipada". (Valdir Julião).

Candidato a prefeito em Cerro Corá só pode gastar até R$ 123 mil

A Justiça Eleitoral divulgou os limites de gastos de campanha para os pleitos majoritários e proporcionais de 15 de novembro. Em Cerro Corá o candidato a prefeito só poderá gastar até o valor de R$ 123 mil, como também os candidatos de Bodó e Lagoa Nova. Para vereador, o candidato em Cerro Corá deve gastar no máximo R$ 20,4 mil.

Segundo a Lei das Eleições, o limite de gastos das campanhas dos candidatos a prefeito e a vereador equivale ao limite para os respectivos cargos nas Eleições de 2016, atualizado pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), apurado pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), ou por índice que o substitua.

Para as eleições deste ano, a atualização dos limites máximos de gastos atingiu 13,9%, que corresponde ao IPCA acumulado de junho de 2016 (4.692) a junho de 2020 (5.345). O minimo legal é de R$ 100 mil para prefeito e R$ 10 mil para vereador.

Quem desrespeitar os limites de gastos fixados para cada campanha pagará multa no valor equivalente a 100% da quantia que ultrapassar o teto fixado, sem prejuízo da apuração da prática de eventual abuso do poder econômico.

Nas campanhas para segundo turno das eleições para prefeito, onde houver, o limite de gastos de cada candidato será de 40% do previsto no primeiro turno.

Limite de gastos

Prefeito
Bodó,  Cerro Corá, Lagoa Nova e São Tomé - R$ R$ 123.077,42
Currais Novos - R$ 210.676,99
Santana do Matos - 177.141,85

Vereador
Bodó, Lagoa Nova e São Tomé - R$ 12.307,75
Cerro Corá - R$ 20.417,17
Currais Novos - R$ 23.871,85
Santana do Matos - R$ 17.870,56

Fonte - TSE

"Novinho" tenta sustar reprovação de contas na Justiça

Espelho dos dados processuais do pedido de liminar em tramitação na 2a Vara
Por intermédio do advogado Adler Canuto de Moraes, o ex-prefeito Raimundo Marcelino Borges, o "Novinho", entrou com mandato de segurança na Justiça Comum para tentar suspender os efeitos da decisão da Câmara Municipal de Cerro Corá, que reprovou duas de suas prestações de contas referentes ao primeiro mandato de 2009/2012.

O juiz da 2a Vara da Comarca de Currais Novos, Ricardo Cabral Fagundes negou,  inicialmente,  o a tutela antecipada com pedido de liminar, mas concedeu o prazo de 72 horas para que a Câmara Municipal se pronuncie nos autos com esclarecimentos prestados pelo presidente da Casa, vereador Rodolfo Guedes (Republicanos).

Raimundo M. Borges alega que houve abuso de poder da Câmara, que reprovou as contas dele com base em recomendação do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

O processo tramita na 2a Vara desde o dia 26 de agosto. No dia seguinte o juiz Ricardo Fagundes despachou dando prazo para que a CMCC apresente defesa.

Como o despacho foi publicado no "Diário da Justiça" na terça-feira (1°) e ainda tem de ocorrer a notificação do presidente da Câmara, a decisão de Fagundes, provavelmente, só deve sair depois do feriadão do Dia da Independência, 7 de Setembro, que cai nesta segunda-feira.

segunda-feira, 31 de agosto de 2020

Paróquia de Sant'Ana lembra 57 anos de morte de monsenhor Paulo Herôncio

Monsenhor Paulo Herôncio é nome de rua em Cerro Corá

Por Ismael Medeiros

A Paróquia de Nossa Senhora de Sant'Ana em Currais Novos celebra, a partir das 19 horas desta terça-feira (1º/9), os 57 anos de vida eterna do monsenhor Paulo Herôncio de Melo, que dá nome a uma das principais ruas no centro de Cerro Corá. Já às 9 horas no auditório da CDL, uma cerimônia para a imprensa marcará o lançamento da Revista Monsenhor Paulo Herôncio, que contará a história e legado do sacerdote que durante 26 anos foi vigário do município.

Com distribuição gratuita o material gráfico é um patrocinado pelo empresário Sérgio Dantas, tendo a coordenação editorial do jornalista Ismael Medeiros e editoria da jornalista Eliane Cristina Gomes, que junto com o também jornalista João Bezerra, escreveram e pesquisaram a vida do monsenhor Paulo Herôncio. Em 28 páginas o material contará a trajetória do sacerdote que foi além das causas religiosas, amparou os necessitados e dedicou a vida às obras sociais da região, sendo responsável pela construção e edificação da Escola de Nossa Senhora, Educandário Jesus Menino, Capelas de Nossa Senhora de Fátima, Santa Maria Goretti, Hospital, Maternidade.

A revista traz, ainda, um bate-papo com o empresário Sérgio Dantas, que é admirador da obra religiosa e social do Monsenhor Paulo Herôncio de Melo, de quem é devoto. “Convivi, quando criança, com monsenhor Paulo Herôncio, desde então sou um seguidor do seu trabalho e acho que Currais Novos precisava contar a história, através de uma revista, deste homem que é santo, pois na vida de muitas pessoas tem realizado milagres. Assim nasceu a ideia da revista. Ela será distribuída para a comunidade, escolas, bibliotecas, igreja. Vamos contar o motivo que não podemos esquecer quem foi e é o monsenhor Paulo Herôncio”, contou.

terça-feira, 25 de agosto de 2020

PSDB/PP decidem realizar convenções no dia 6 de setembro

A reunião do PSDB/PP no saguão externo da residência do ex-prefeito Raimundo Marcelino Borges, o "Novinho", terminou com uma demonstração de otimismo político. De lá, já saiu uma confirmação, os dois partidos já definiram que realizam convenções no mesmo dia: no domingo, 6 de setembro.

Pré-candidato a vice numa chapa encabeçada por "Novinho", o vereador Emanuel Gomes (PP), o "Elzinho", confirmou que as convenções serão presenciais, mas com a tomada de medidas de prevenção por causa da pandemia do novo coronavírus. 

Reunião do PP/PSDB agita a noite na rua Manoel Osório

Rua Manoel Osório ocupada por veículos de correligionários do ex-prefeito Raimundo Marcelino Borges

A seis dias do início do prazo para a realização de convenções partidárias, na segunda-feira (31), o grupo de oposição formado por PSDB/PP reúne-se nesta noite de terça-feira (25), a fim de engendrar a estratégia para a confirmação das chapas majoritária e proporcional ao pleito de 15 de novembro. Na noite da segunda (24), o pré-candidato a prefeito Raimundo Marcelino Borges promoveu encontro com os candidatos a vereador do PP e com o vereador Emanuel Gomes, que será confirmado seu companheiro de chapa. Agora à noite, a reunião é com pré-candidatos do PSDB à Câmara Municipal de Cerro Corá,  também conta com militantes do PP.

O sentimento no grupo liderado pelo ex-prefeito "Novinho" é pela união das oposições, porém rechaçam a hipótese de se unir ao grupo que reúne Republicanos/PT em torno da pré-candidatura majoritária do vereador Maciel Freire (Republicanos).

Maciel Freire também teria ponderado, como se unir ao outro grupo "se o nome da majoritária não tem como seguir com a candidatura até o fim", porque pode ter, inclusive, a candidatura impugnada. Uma fonte afirma que o sentimento do grupo PSDB/PP é de que "Novinho" pode levar sua candidatura até às eleições.

Participam da reunião de agora à noite aliados e apoiadores como o Pastor Joel, Cristiano Canário, Chico Gatão, o vereador Felipe Silva (PSDB), Jailmar Jargas, o vereador Emanuel Gomes e o presidente municipal do PP, João Marcelo Pereira e João Alexandre.



JM Puxado tem página no Facebook invadida e anuncia novo hit: "Morena Linda"

JM Puxado lança nova música dia 28
O forrozeiro cerrocoraense João Marcos Oliveira, 24 anos, que adotou o nome artístico de JM Puxado pediu desculpas aos seguidores pelo transtorno de ter sua página no Facebook "hackeada",  motivo pelo qual "estavam postando vídeos nada a ver com meu conteúdo". JM Puxado informou, na tarde desta terça-feira (25), que excluiu todas as postagens alheias à sua página e anuncia novidades para os fãs: "No próximo post conto tudo! Obrigado a todos que alertaram as outras pessoas sobre o ocorrido e seguiremos com a nossa atividade normal, musica".

JM Puxado anuncia, no Facebook, que nesta sexta-feira (28), lançará mais um hit, nas plataformas digitais, principalmente no YouTuber: "Morena linda".

Câmara de Cerro Corá realiza primeiro concurso público em 65 anos

A Câmara do Município de Cerro Corá abriu, hoje e vão até o dia 24 de setembro, as inscrições para o curso público e contratações de oito servidores. "É o primeiro concurso em 65 anos", diz o presidente da Casa, vereador Rodolfo Guedes (Republicanos), que assinou contrato para a sua execução com a Universidade Estadual da Paraíba.
Segundo o edital, estão disponíveis os cargos de agente administrativo, auxiliar de serviços diversos, recepcionista, motorista,assessor jurídico e diretor administrativo., com salários que variam de R$ 1.051,07 a R$ 2.089,60.
Os cargos e exigências para provimento e respectiva carga horária e remunerações são os seguintes:
- Agente administrativo, duas vagas, ensino médio, 30 horas semanais, R$ 1.253,76.
- Auxiliar de serviços gerais, duas vagas, ensino médio, 30 horas semanais, R$ 1.051,07
- Recepcionista, uma vaga, ensino médio, 30 horas semanais, R$ 1.051,07
- Motorista, uma vaga, nível médio, CNH B, 30 horas semanais, R$ 1.051,07
- Assessor jurídico, uma vaga, nível superior, registro na OAB, 30 horas, R$ 2.089,60
- Diretor administrativo, uma vaga, graduação em Ciências Contábeis, Administração, Direito, Economia ou Gestão Pública, 30 horas, R$ 1.969,47.

Juíza Nadja Cavalcanti nomeia membros da Junta Eleitoral da 20ª Zona

Juíza da 20ª  Zona Eleitoral com sede em Currais Novos e que também abrange os municípios de Cerro Corá e Lagoa Nova, Maria Nadja Bezerra Cavalcanti indicou os membros da Junta Eleitoral que vão atuar nas eleições de 15 de novembro, tendo ela própria como presidente. Os outros integrantes da Junta Eleitoral são Paulo Evanaldo Fernandes e José Everaldo Pinheiro Galvão, como titulares e Paulo Herôncio Dantas e Maria das Dores Cândido Fernandes, os suplentes.
Segundo o edital publicado no "Diário Oficial Eletrônico" do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) desta terça-feira (25), os eleitores, fiscais e delegados de partidos políticos tem três dias para, com petição fundamentada, impugnarem as indicações dos membros da Junta Eleitoral, que, no dia da eleição, será instalada no Fórum Eleitora, na rua Manoel Lopes Galvão, 922, no bairro Walfredo Galvão, em Currais Novos.

segunda-feira, 24 de agosto de 2020

Diógenes da Cunha Lima descobre "Nego do Beija-flor" em Cerro Corá

Crônica de ex-reitor da UFRN na "Tribuna do Norte" do domingo (23) exaltando cuidado de cerrocoraense por passarinhos 

"Novinho" informa que aliança com o Republicanos está fora de cogitação

Ex-prefeito "Novinho" descarta aliança com o Republicanos e continua fechado com o partido Progressistas
O ex-prefeito Raimundo Marcelino Borges acaba de confirmar ao blog que, realmente, foi procurado por Maciel Freire no domingo (23), mas não existe nenhuma hipótese de aliança política entre os dois. "Novinho" afirma que continua firme o acordo político para  no período das convenções partidárias - entre 31 de agosto e 16 de setembro - oficializar a chapa majoritária tendo o vereador Emanuel Gomes (PP) como companheiro de chapa liderada pelo PSDB.

Raimundo Marcelino, afirmou que o apoio à candidatura de Maciel Freire para compor uma chapa majoritária para prefeito de Cerro Corá, "é uma possibilidade inexistente e fora de qualquer cogitação".

Segundo "Novinho", diante dos últimos acontecimentos políticos no município, "seria totalmente sem coerência uma decisão dessa da minha parte". Ele ainda disse: "Maciel realmente me procurou no ultimo domingo (23), mas o teor da conversa não foi nada parecido com o que estão tentando espalhar e confundir a população cerrocoraense".

O ex-prefeito ainda declarou: "Permaneço na minha posição onde sempre estive, junto com o PSDB e o PP (Progressistas), compondo o meu nome como pré-candidato a prefeito e o nome do vereador Elzinho como pré-candidato à vice e a única possibilidade de união seria se Maciel viesse para somar na proporcional, junto com os demais pré-candidatos do PSDB e PP".

"Valdinho" foi sondado para vice de Maciel, mas grupo continua apoiando "Novinho"

Apesar da conversa com o vereador Maciel Freire, a tendência é mesmo do ex-prefeito Raimundo Marcelino Borges sair candidato a prefeito nas eleições municipais deste ano. "Novinho" já tem dito por diversas vezes, que existe a garantia, inclusive de advogados, que as reprovações de suas contas na Câmara Municipal de Cerro Corá não são empecilho à formalização de uma chapa tendo como vice o vereador Emanuel Gomes (PP).

Maciel Freire fez passou pelo menos seis dias conversando com o vereador Valderi Borges (PSDB) na tentativa de unir as oposições para enfrentamento da campanha de reeleição da prefeita Graça Oliveira (PSD), mas Borges não aceitou. Em última hipótese, o que se comenta, é que se "Novinho" não sair candidato, o nome para substitui-lo sairá do próprio grupo liderado pelo ex-prefeito.

Maciel Freire reúne-se com "Novinho" e pode ter apoio de ex-prefeito

Já circula informações na cidade, que o ex-prefeito Raimundo Marcelino Borges, o "Novinho", poderá apoiar a pré-candidatura a prefeito do vereador Maciel Freire (Republicanos). Os dois tiveram uma reunião que durou em torno de quatro horas, entre o fim da manhã e começo da tarde deste domingo (23), na residência do próprio ex-prefeito.

A reunião entre "Novinho" e Maciel Freire ocorreu três dias depois do MDB ter colocado o nome do ex-prefeito João Batista de Melo Filho à disposição para ser o candidato a vice-prefeito numa chapa encabeçada por Maciel Freire, que chegou na residência de "Novinho" em um automóvel HB20 com placa de Bodó, a fim de não chamar atenção, segundo testemunhas.

quinta-feira, 20 de agosto de 2020

MDB disponibiliza João Batista para vice do vereador Maciel Freire

Partidos aliados do Republicanos apoiam pré-candidatura a vice-prefeito de João Batista de Melo Filho
Partidos que apoiam a pré-candidatura a prefeito do vereador Maciel Freire (Republicanos) receberam a informação de que o MDB coloca o nome  do ex-prefeito João Batista de Melo Filho à disposição para compor a chapa majoritária que sairá das convenções partidárias no período de 31 de agosto a 16 de setembro.

O presidente da Câmara Municipal, vereador Rodolfo Guedes, disse que o nome do ex-prefeito Joãozinho, "foi aceito por unanimidade dentro do grupo", na reunião que ocorreu na noite da quarta-feira (19), com as participações do próprio João B. de Melo Filho; Francisco José da Silva, o "Chiquinho do Sindicato" e, Edson Silva, do PR; vereador Erinho Albuquerque (Republicanos), além de ex-vereadores Edivaldo Pereira, Everaldo Araújo; Sales Ezequiel, do PT; e o próprio Maciel Freire. A pré-candidata à vereadora Claudicéia de Thiago participou remotamente do encontro, além dos pré-candidatos Ariana Félix e Jair Maranhão à Câmara de vereadores.

No entanto, o vereador Rodolfo Guedes, explica que a aliança partidária em torno de Freire ainda ficou em aberto para a discussão com outros partidos políticos, visando o fechamento definitivo de uma chapa para as eleições municipais de 15 de novembro.

segunda-feira, 17 de agosto de 2020

"Novinho" reconhece que perde votos com candidatura de Luiz Suetonio

Ex-prefeito "Novinho" admite que pré-candidatura de Luiz Suetonio é prejudicial  ao seu projeto político
"Realmente, ele tira votos de mim se for candidato", avaliou o ex-prefeito Raimundo Marcelino Borges na entrevista ao programa "Café com Política", na FM 90.9 de Currais Novos, a respeito do anúncio da pré-candidatura do ex-auxiliar dele, o economista Luiz Suetonio de Oliveira, que "até causou uma certa surpresa na população".
Segundo o ex-prefeito, Luiz Suetonio "é um jovem que não é político, mas é um grande profissional e ajudou muito na sua gestão, inteligente e conhece o que é uma gestão pública".
Raimundo M. Borges admitiu que conversou com Oliveira sobre o quadro político em Cerro Corá, dizendo-lhe que "tivesse um pouco de calma,  porque se é que ele tem esse desejo ser um gestor e prefeito de Cerro Corá,  creio que se ele colocar esse projeto em prática,  em breve e em futuro próximo vai ser o nosso prefeito".
"Novinho" também disse acreditar que Suetonio vai ficar ao lado dele, pois "mesmo que esteja com esse pensamento,  jamais vai concorrer eleições comigo porque sabe que,  na hora em que sair candidato a prefeito,  aí sim, sabe que vai dar oportunidade de Graça voltar à prefeitura mais uma vez  e é isso que ele não quer como falou aqui".

"Novinho" considera "um risco" pré-candidatura do "menino" Maciel Freire

"Novinho" acha que Maciel Freire deve garantir mandato atual

A pré-candidatura a prefeito do vereador Maciel Freire (Republicanos) também passou pelo crivo analítico do ex-prefeito Raimundo Marcelino Borges. "Maciel defendia essa prefeita até recentemente, então não sei se é o desejo de poder que fez ele romper com a prefeita", disse "Novinho".

Para o ex-prefeito, caso fosse Maciel Freire "esperava mais um pouco" pra tentar a eleição de prefeito em 15 de novembro: "Iria concorrer à vaga de vereador,  que estava segura".

Raimundo M. Borges considerou que "como é um menino jovem, hoje nunca assumiu nenhum cargo eletivo, então pra ele hoje dizer,  ser prefeito da nossa cidade e como população está traumatizada com a gestão que está aí,  com certeza poderia ser um grande risco".

O ex-prefeito contou na rádio Currais Novos FM, que conhece Maciel Freire desde criança, "é um menino muito bom, que também não era político", tendo entrado pela primeira vez na política em 2016. "Pecou pelo fato que durante três anos ficou ao lado de uma gestão que tanto errou e até hoje não acertou,  é tanto que foi afastada cinco vezes", assinalou "Novinho".

Ex-prefeito aconselha Graça Oliveira a não concorrer à reeleição

"Novinho"quer que prefeita peça desculpas à população
O ex-prefeito Raimundo Marcelino Borges, o "Novinho" demonstrou, na entrevista concedida ao programa "Café com Política" da rádio Currais Novos FM, no começo da manhã desta segunda-feira (17), que na tentativa de voltar ao Executivo Municipal, fará uma campanha de duras críticas à administração da prefeita Graças Oliveira. Pra começar, o ex-gestor disse que se fosse ela, "não concorreria eleições" e teria humildade "e pedia desculpas por tanto o que prometeu à população";

Raimundo M. Borges referiu-se às obras mencionadas pela prefeita na entrevista aos apresentadores do programa Hessi Ramos e Ismael Medeiros, na semana passada. "Só tem mentido, porque sabe que todas as obras fui eu que deixei", afirmou ele, exemplificando o caso das obras do esgotamento sanitário de Cerro Corá financiado com recursos do Banco Mundial e cujo projeto foi elaborado ainda o governo Rosalba Ciarlini (2011/2014). 

O ex-prefeito "Novinho/' promete rever, caso volte à prefeitura, as condições do contrato de concessão à Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte. "Hoje pagamos a taxa de esgoto mais cara do Estado".

Borges lembrou que a prefeita Graça Oliveira foi ligada à sua administração por sete anos e seis meses, depois disputou a prefeitura com o ex-prefeito João Batista de Melo Filho em 2016. "A população acreditou nela, porque sinalizava sinal de mudança, mas sinceramente acabou com o nosso município", declarou.

O ex-prefeito "Novinho" disse, ainda, "sem medo de errar", que ao deixar a prefeitura em janeiro de 2017, "Cerro Corá talvez fosse um dos municípios mais organizados do Rio Grande do Norte" entre as cidades de pequeno porte. "Só pra ter uma ideia,  quando assumi a prefeitura, reestruturou serviços básicos de saúde e educação educação, deixando recursos em caixa R$ 1,83 milhão".